domingo, novembro 29, 2009

Eu e Pablo Neruda (e outras coisitas)

E sento-me no meio de um palco, brinco com os botões, armada em dj, ouço apenas aquilo que mexe comigo. Sim, sou daquelas que nunca ouve uma musica até ao fim, nem mesmo as de Tiesto... fecho os olhos e imagino as cabeçadas que vou dar e que estou a dar... Mas dali ninguém me arranca. Estou cá, no meu mundo, de olhos fechados, quem me observa, tem a minha essência a fazer strip-tease, a despir-me, é o que estou a fazer... Não me incomoda. nem um pouco que ele apareça naquela altura, pois ali só eu conto...
Desvairo, sinto-me a levitar, rebusco o que mais existe de louco, de insano e de maroto em mim, ponho em mim, aquele, olhar... Aquele olhar negro, com cabelos em redor... Nada mais é necessário, basta o olhar, não o que tu possas ver mas aquele que eu sinto que me muda, que me faz pegar no telefone...
Batam palmas a mim, que mereço, que sou o meu mundo e o meu mundo consome-me, sinto que estou com aquele olhar que apreciam.
Da batida passo para a agressividade, e sim, tu, tu que me vês, do teu trono, aprecias com um ar sereno, o de sempre. o meu olhar brilhará para sempre, nunca serei um pãozinho sem sal, serei sempre um ar, um sabor, um toque de suave rosa e veneno mortal. O meio termo assusta-me, é banal, é de massas, é o que todos querem e, igual ás massas, tenho apenas uma coisa: um objectivo, ser feliz ou ser feliz a tentar...
Penso em quem viu alguém com fome e pus um saco com leite e cereais no carro, não me vá acontecer o mesmo



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quinta-feira, novembro 26, 2009

Nojo

Tenho nojo de pessoas estúpidas.
Tenho mais nojo disso do que de osgas...
Dá-me vontade de rir que pensam que ninguém repara e ninguém ouve.
Talvez tenha nojo de mim ,talvez, mas sou suspeita para falar!!!
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

segunda-feira, novembro 23, 2009

UAU...


29 seguidores... Obrigada a todos!!! 

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Eu gosto da minha sensualidade

APESAR DA PÉSSIMA QUALIDADE DA FOTO
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

calma

Pá, merda!!!
Eu sou só uma.
não me parto em 20.

CALMA, c'a porra!!!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Porque tu me lês... (retirado do Blog: as velas ardem sempre até ao fim)



Lorsque tu me liras, je te regarderai dans le pare-brise,



Tu viendras à moi, tout entière, comme la route,
Lorsque tu me liras, la maison sera silencieuse, et mon silence à moi te remplira tout entière aussi.
Avec toi, dans toi, je ne suis jamais silencieux, c'est une musique très douce que je t'apporte...
Quant à toi, tu verses au plus profond de ma solitude, cette joie triste d'être, cet amour que, jour aprèsjour, nous bâtissons, en dépit des autres, en dépit de cette prison où nous nous sommes mis, en dépit des larmes que nous pleurons chacun dans notre coin, mais présents l'un à l'autre...
Je te voyais, ces jours ci, dans la lande, là-bas, où tu sais...
Je t'y voyais bouger, à peine te pencher vers cette terre que nous aimons bien tous les deux, et tu te prosternaisà demi, comme une madone, et je n'étais pas là... ni toi...
Ce que je voyais c'était mon rêve...
Ne pas te voir plus que je ne te vois...
Je me demande la dette qu'on me fait ainsi payer.
Pourquoi?
L'amour est triste, bien sûr, mais c'est difficile, au bout du compte, difficile...
Dans mes bras, quand tu t'en vas longtemps vers les étoiles et que tu me demandes de t'y laisser encore... encore...
Je suis bien; c'est le printemps, tout recommence, tout fleurit, et tu fleuriras aussi de moi, je te le promets.
La patience, c'est notre grande vertu, c'est notre drame aussi.
Un jour nous ne serons plus patients. 

Alors, tout s'éclairera, et nous dormirons longtemps, et nous jouirons comme des enfants.

Tu m'as refait enfant; j'ai devant moi des tas de projets de bonheur...

Mais maintenant, tout est arrêté dans ma prison.

J'attends que l'heure sonne...

Je me perds dans toi, tout à fait.
Je t'aime, Christie, je t'aime.

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quinta-feira, novembro 19, 2009

Fala-se

Fala-se de uma mudança e mudei. Caramba sinto-me ajudada!!! Sinto-me com poucos amigos e estou bem na minha pele macia, exfoliada e refirmada (dentro dos possíveis). Disseram-me que o mundo não mudou, os meus olhos mudaram. AINDA BEM!!! Um beijo a quem me apoiou, a quem me ajudou,a quem me aconselhou com o seu sotaque maroto, a quem me atura e ao meu rico pai, o pilar da minha vida, madrasta querida e o resto, lamento, saiu da minha força de vontade, um beijo a mim que saí vencedora de uma luta que durava há 19 anos... 
E para comemorar nada melhor do que isto: 


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, novembro 17, 2009

O Perigo da Hesitação Prolongada

Toda a gente há-de ter notado o gosto que têm os gatos de parar e andar a passear entre os dois batentes de uma porta entreaberta. Quem há aí que não tenha dito a algum gato: «Vamos! Entras ou não entras?» Do mesmo modo, há homens que num incidente entreaberto diante deles, têm tendência para ficar indecisos entre duas resoluções, com o risco de serem esmagados, se o destino fecha repentinamente a aventura. Os prudentes em demasia, apesar de gatos ou porque são gatos, correm algumas vezes maior perigo do que os audaciosos. Victor Hugo, in 'Os Miseráveis'
ESTOU INDECISA





NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

segunda-feira, novembro 16, 2009


Coisa mais fofa!!!



Ó CATANO, TENHO QUE IR COMPRAR BRACADEIRAS E BÓIAS PARA NADAR ATÉ CASA???
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, novembro 14, 2009

hot shot

O segredo ainda é meu...
E vai ser sempre.
És de palavra, és calculista, precavido e respeitas-me.

Sei que posso contar contigo e, apesar dos nossos desencontros, sempre podes rasgas um sorriso na minha face com um telefonema teu. és amigo, seguro e sempre uma novidade. 
Gosto de ti, genuinamente.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, novembro 11, 2009

Paixãozita...



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!
Estou a levitar com um violino ao meu lado.
Estou de braços no ar. Nada me toca, aqui e agora, sou invencivel, sou viciante, sou o vicío que é feito de fel. Canta-me ao ouvido e podes cheirar o meu veneno, estás de mente ausente num corpo presente. Presença apagada, presença cega... Sugas-me, devoras todo o livro da minha enciclopédia mas mesmo assim nada aprendes.
Preciso de ti esta noite, onde andarás a saborear-me, sim, porque estejas tu onde estiveres, eu estou ao teu lado, em ti, nas tuas entranhas... Caminha até ao meu veneno, não numa passadeira vermelha mas sim cor de rosa.
Gostas pouco, gostas!!!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

In to my arms

Certas musicas são ouro.
certas músicas são veneno.
Esta é apenas uma representação de uma época da minha vida.
É das poucas coisas que agradeço à pessoa que me deu a conhecer Nick Cave, sem dúvida que uma musica, uma melodia, um sonoridade que nos toca que nos faz mudar de opinião.
O olhar e a música, são, na minha opinião, as línguas universais.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, novembro 10, 2009

segunda-feira, novembro 09, 2009

Neura, vai-te!!!

Não quero saber se falo na primeira ou na segunda pessoa. 
Estou a fechar gavetas e a abrir desilusões. Estou a desarrumar para em seguida arrumar. são ridículas as calças de pijama que tenho neste momento, com ursinhos, pois é que o cetim não aquece muito. Hoje estou com a neura e não meus amigos, não é do período, é sim de mim. Eu não me vou por a perguntar porquê porque eu sei porquê. Sei sim, o maior engano da minha vida, 5 anos, de pura dedicação. Homens em condições? São tão dificeis de encontrar como mulheres que prestem. 
Alguém me vende uns quilos de força de vontade?

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, novembro 08, 2009

E não é que existe?

Existe.
Existe aquele pensamento que nos faz dara volta à cabeça, todo o dia, todos os dias, queles dias cinzentos em que não me consigo superar. Dificilmente me escondo, poissou assim, será "Quê" dizem ter? Não sei, de qualquer forma, faço tudo como sempre o fiz. Mas sei que me custa e sentir e aí está um obstáculo que me impede de crescer. 
Apanharam a menina perdida de surpresa. Apanhamos os sentimentos ou será que somos apanhados por eles? Não sei viver sem estar viva, quero sangue nas veias, quero um coração, ao invès de um repoulho como muita gente tem. 
Sinto na batida, sinto-me no meu "repoulho",  sou de todos e de ninguém, sou tua, consigo muito sozinha e acompanhada vou ao fim do mundo. A solidão já não me mata, nem sempre é possível, como antes. tenho vontade de conhecer pessoas, (depois da triagem, claro).
Rasgo sorrisos, dou ideias, dou-me, encomntro-me...
Aperece, seja quem fores, sente-me o meu frio e aquece-me, faz-me voar com asas imaginárias e explicas (Eu sou assim...), quem me olha, vê-me por dentro, semte o meu perfume mas sente o que os meus olhos cansados dizem... Como a lua, estive acordada, talvez a lua seja uma boa companheira, nunca pensei nisso, o meu pc é uma boa companhia, a minha máquina digital... O amor que não venha para me lixar a carteira e o pouco juízo... O tempo mata a ferida, nunca mais vai ser aberta.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!
Chamem-me o que quiserem mas eu adoro isto:






NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, novembro 07, 2009

Eh lá!!

Ontem disseram-me que dificilmente se encontra um blog como este em Portugal, Talvez fosse o entusiasmo de uma primeira leitura, sendo que o Luis Alves já o leu todinho tem toda a liberdade para opinar. talvez gostasse muito do que lê e TALVEZ SEJA VERDADE. E a mim, a minha primeira madrasta sempre me ensinou: "quando te dão um elogio, não negues, agradece."
Um muito obrigada a ti, que sabes que és tu e vai lendo...
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, novembro 04, 2009

mudasti!!!

Eu mudei e finalmente e é um mudar diferente. Sempre que disse que estava  mudada, não estava a ser sincera. Agora sou sincera e sinto-me muito bem, mesmo muito bem...
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

segunda-feira, novembro 02, 2009

Um pé em mim, um pé em Pessoa

Foi.
Foi muito.
Foi louco.
Foi Pessoa.
Foi Kant.
O "Foi", pouco ou nada interessa no que respeitaao "agora". O agora será o nosso futuro construido pelo nosso passado. 
Foi pedagogico.
Foi alucinante. A vida é alucinante, a respiração é lenta e morosa.
Medo-
Medo que foi
Medo que é.
Não será medo no futuro? Será apenas receio? Os meus olhos vêem além do além, para além do além. Os olhos dos outros v, olheiras ,vêem banalidades, cansaço. Eu? Limito-me à insignificância do meu campo de visão. Olho para alguém e da mesma forma que vejo pessoas podres, ainda que muitíssimo bem vestidas, vejo medo, tremores, calores, suores e maldade.Será o meu medo ou o medo de sentir o que vejo tal como Fernado Pessoa? Só sei que assim vejo, sinto-me a levitar, as pupilas a dilatar, os musculos soltos, seja como fôr, eu sinto-me viva e mais tolerante.Sinto a deusa cor de rosa, sinto a Pink e a Poison.
Será que sou doida?
Será que vou ser feliz?
Será que que me estou a ir?
Ou finalmente estou em mim?Se isto é estar em mim, então gosto mas gosto, também, de ter medo do que vejo, gosto de ser Pessoa. Um bem haja a Pessoa e todos os grandes poetas. Enriquecem-nos a alma, a escrita com a fria distância das palavras, levam-me até vós. Deixai-me levar pela escrita...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, novembro 01, 2009

LOL


Faz-me lembrar quando vinha da discoteca e não sabia se comia ou se me deixava vencer pelo cansaço!!!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!