quarta-feira, setembro 30, 2009


Quando estou só reconheço

Quando estou só reconheço
Se por momentos me esqueço
Que existo entre outros que são
Como eu sós, salvo que estão
Alheados desde o começo.

E se sinto quanto estou
Verdadeiramente só,
Sinto-me livre mas triste.
Vou livre para onde vou,
Mas onde vou nada existe.

Creio contudo que a vida
Devidamente entendida
É toda assim, toda assim.
Por isso passo por mim
Como por cousa esquecida.

            Fernando Pessoa

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, setembro 27, 2009

E toco-te assim ao de leve
Na pele pelo sol queimada
Em contraste nos lençóis
Na tua pele minha amada
Cuido da ferida aberta
Aquela bem visível
A que sangra por dentro
Mostra-se irredutível
E por mais que faça e esforce
Por mais de mim que dê
Essa ferida que tens meu anjo
Continua aberta e sei porquê
Mas certeza tenho eu
Daquelas absolutas
Que essa ferida que te magoa
Não será das resolutas
Num dia morno de sol
Quando a dúvida se dissipar
Descobrirás tu meu amor
Que encontraste o teu lugar
E daí em diante e para sempre
Nesse local que te acolheu
De mãos dadas com a escolha
A tristeza para ti morreu
 
Rui Duarte

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Descansa em paz



Se existem filmes que me ensinam lições, e existem bastantes, as mais fortes são sempre com o mesmo actor, patrick swayze (entre outros). Dirty Dancing, vi-o umas 16 vezes sentada num colchão numa sala que o meu pai ainda não havia  mobilado, passámos as tardes nisto: sei as falas dos actores a musica Hungry Eyes     (http://www.youtube.com/watch?v=6oKUTOLSeMM), ainda me emociona, aquilo mostra que alguém pode amar um "mafioso" (ui, logo eu para gostar de gente complicada, sendo eu a complicação em pessoa) e esse mafioso ser honesto. Era lindo, dançava bem e muito embora não tivesse a projecção que outros tiveram, as esolhas que fez são imortais. Descansa em paz.


Ruptura Explosiva: cagou em tudo, fazia o que lhe apetecia, era um drogado: viciado em adrenalina, sem duvida que a lei foi superada por outro homem lindo e a parte final mostra o quanto se sacrifica pela pura adrenalina, a mais dolorosa, a mais penosa mas a mais realizadora... Um dia faço uma destas...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Alienada

Alienada de uma alma que se separou o meu corpo. Exaltou-se a vontade de viver outra vez, eu não quero as coisas pela metade, não brinco aos médicos e enfermeiras e não persigo coisas vagas. persigo objectivos, "to achieve goals", pensos rápidos nas minhas feridas!!! Rápido, antes que eu me esvaia em raiva, em sangue e fique apenas um fumo da Pink que aqui está a escrever. 
Dias.
Chuva sentada num miradouro.
Praia das Maçãs.
A olhar para o fim dos meus braços.
A olhar para o sítio onde decidi entregar-me. Alienei-me da dor e a dor física, é psicológica. 

Dança-se no meio da Route66, escala-se o evereste, ouve-se Dalai Lama e a nossa vida não muda. Ok, engordamos, emagrecemos, estudamos, casamos, divorciamo-nos... Mas no interior...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, setembro 26, 2009

muita coisa junta

Heis que chegamos a uma estação de comboios, tiramos o mp3 e ouvimos as nossas lembranças, promessas, promete que te afastas da linhas... fazes-me pedir misericórdia... manter o ar cool, não o sei o que é isto mas tens o que querias... estou debaixo do feitiço da minha mente. Como o Sol namora a Terra, como o gelo se derrete nos glaciares,  como Miguel Angelo MEXEU com tudo no Renascimento. Arte, é bom que acreditem que existe, existem correntes para todos os gostos nesta estação de comboios de é a vida. Cheia de estações e apeadeiros... Ouçam, pensem, sejam bons observadores, idolatrem os vossos "mestres", retirem lições de vida de tudo, tudo nos ensina... 
Deixem-se abraçar pela vida ainda que ela vos tenha feito parar de sentir o que ser que seja e não se convencam de nada. Fala-se e não é a nossa suficiente. Perdoar é bom mas nunca é o suficiente.
Estamos a voltar ao pó, a fugir do fogo, persegues o "tarde demais", prendes-te a uma corda que te destrói as mãos e desistes. Haviam a 12 copos de cada, agora existem 3. Culpa de quem nos parte ou de quem não puxa da corda para cima?
E queremos ficar agarrados à corda. Um golpe dado nos laços, uma fuga que ao que é evidente...
Mas o que somos nós afinal? temos que ser sabedoria, sabedoria, para rir na altura certa, para ser fiel na altura certa, para trabalhar "in focus", nunca nada chega para os outros.
HUmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm
Tentem amar a forma como o outro se move, respira e entra na nossa mente. Amar a sabedoria da mesma forma.... 



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sexta-feira, setembro 25, 2009

Indecisa


Indecisão
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Insanidades...



O sono.
Uma cama.
Um problema que surge.
Aqui a minha opinião é dada e não admito que me venham com tretas que não posso e coiso e tal. Posso sim, não criei um blog para nada. Lê quem quer e quem não quer que se faça à vida se têm uma. Cada dia percebo mais que os outros não têm qualquer tipo de noção do que se passa para além do umbigo delas. Ó pá, sabem que os outros também têm umbigos? Sinto-me a ficar egoísta e ainda mais rancorosa no entanto eu aviso: não façam sofrer pois vos darei a dobrar. E DOU!


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quinta-feira, setembro 24, 2009

Sensação


tenho a sensação, estranha, de um cheescake estar a passar ao meu lado!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

segunda-feira, setembro 21, 2009

A literatura é a prova de que a vida não é suficiente.
Fernado Pessoa
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, setembro 20, 2009

LINDAAAAAAAAAAAASSSSSSSSSSSSSSSSSSSS


ADORO, ADORO, ADORO...
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Duas semanas



Fiz questão de estar acordada e voltar no tempo. Há duas semanas, a esta hora precisamente, 03:40. O castelo ficou de pé mas só a sua estrutura, os sentimentos ficaram lá mas cobertos por camadas e camadas de preversidade.  Ramificações se levantaram de uma forma podre e pobre. A frase que deveria ser apagada: "Fica em casa a descansar".

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Pink &poison

Tenho vontade de ver tudo o que deixo para trás ficar destruído, materialmente falando, percorro uma estrada e postes caem, alcatrão separa-se abrindo fendas para que ninguém ouse chegar a mim. Estou intocável, intragável, inexplicável... Mas amo-me como sempre, amo e odeio. Delírios tenho-os, deliro e cheiro a terra molhada, um quintal acabadinho de lavar, erva de chá princepe. Certos cheiros levam-nos a essas viagens que, terei que adivinhar, nos deixam de alma leve e limpa
. O cheiro da canela, o sabor de uma pele suada com o "Hellboy" a testemunhar o facto. Cheiros.Beijos. Sons. Visões que queríamos ter e nem ousamos. Não ouses aquilo que tens medo, não ouses pensar naquilo que te faz mal pois só a ti farás mal.
Limito-me a vaguear na penumbra de um viciado em ópio, o grande Fernado Pessoa, na penumbra de uma mulher que amava demais, Florbela Espanca... Que ponham os seus sentimentos cá para fora! Que amem, que superem, que lutem... Ou não. Julgava que a amizade seria para toda a vida e não o amor. Já não acredito nisso, já não acredito no Pai Natal e continuo a acreditar no amor, no bom e no mau. Eu sou pink, logo também sou poison. Uma vez, duas vezes, três, vezes e até morrermos daremos sempre cabeçadas em paredes que podemos contornar...


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sexta-feira, setembro 18, 2009

You got what you deserve, not less, not more but the real stuff


Tu, ser malvado que me queres ver morta, vai ver se chove. Assim sou eu, sou uma madrugada acordada e outra a dormir que enm um anjinho. Os anjos não têm sexo, e eu não sou assexuada, portanto, estou muito longe de ser um anjo. 
Sociedade maliciosa da qual eu, eu?! me deixei guiar... Que absurdo o meu! Isto funciona assim;
  1. Maus: recebem vingança
  2. Drogados: denúncias
  3. Desumanos: vingança
  4. Bons: carinho
  5. Dedicados: Carinho
  6. Bonzões: uns olhares maliciosos
  7. Altruístas: bem estar enquanto actor social
  8. Gajos que prometem e não cumprem: serem capados
  9. Filhos da puta que batem em mulheres: a morte
  10. Convencidos: uma boa humilhação
Eu sou um pouco de tudo, saboreio cada consequência até ao seu limite,  sou personagem de novelas cujo realizador desconheço, protagonizo e realizo as minhas e quem as tenta fazer por mim, substima a minha inteligência, a minha capacidade de ser ruim, maquiavélica, de usufruir de tudo o que me foi dado de mão beijada... A perfeição não existe, o saber perdoar também não, qualquer dia esta sociedade está podre a um ponto que já não tem remédio.


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, setembro 16, 2009

A escrita de quem não é... Por Pink Poison


Respiro as saudades que tenho tuas. O meu sangue arterial, agora é sempre venoso. Quantas vezes se inspira nas costa de uma pessoa e pensa, "este é um momento feliz" e são momentos que nos levam a um sorriso, a uma cascata de emoções que vão cair nessa pessoa. A emoção não se mede, sente-se, a pessoa e as suas energias não tem limite.
Nada transpõe esta lei universal... Ah como eu queria ser a deusa e mexer com as leis do universo. Um dia nada amaldiçoado, uma noite sorridente e molhada de lágrimas e algo a voar em volta do monumento nacional à nossa frente. Uma verdade absoluta é o facto de o passado não voltar atrás e quero acreditar que o futuro e o presente servem para repararmos. pararmos ou continuar a fazer asneiras. Por muito que se tenha errado, há a 928365876841568ª vez para mudarmos. A força que nos move, não sei, a força que me move, se é que existe, está a começar a mover.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sexta-feira, setembro 11, 2009

Dás? Levas.


Todos nós, em determinada altura da vida, pensamos que estamos seguros, inseguros, loucos, estáveis... Mas não estamos. Não há mar flat que não traga um tsunami, não há sol que não esconda uma tempestade. Não podemos confiar em absolutamente ninguém. Tive o previlégio de partilhar a minha vida com alguém, que defendia os mesmos valores que eu, que tinha cultura... Outros infelizes nunca o terão. Orgulho-me do meu poder de argumentação, bastante diferente de um ou outro anormaleco que anda por aí e adoro que falem mal de mim... Falem mal de mim, por favor, significa que não sou indiferente. Não me interessa que fiquem mal, pois eu também o fico, não me interessa que digam que ou gorda, magra, feia, linda. Acho que ainda ninguém percebeu que eu farto-me de rir com esse poder de argumentação, uma teoria tem que ter fundamentos, de preferência válidos para que não seja refutada. 
Faço aquilo que digo e digo-o com aviso prévio e depois ficam muito espantados: "Ah e tal, como foste capaz?" EU DISSE. 
Eu sou capaz, meus caros, eu sou a pink poison. quem me acusa, ou argumenta  e prova, ou cala-se.

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, setembro 02, 2009

Gosto de mim, olha eu...

Mão permito partilhas em outros blogs, mails, ou redes sociais
eu amo-me


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!