quinta-feira, abril 30, 2009

sábado, abril 25, 2009

Coração, Por Pink Poison

A força de um coração destroçado é maior que a força das ondas, do grandioso mar. Mas o meu amor, quando voltar, vai ser grandioso... vai ser preciso o vento perguntar à areia o que o está a fazer parar, vai ser preciso a lua mexer e remexer nas marés até eu te amar até à exaustão. Até que a última gota de chuva bata na janela, até ao último gemido, ao último tremor... Dava-te a lua mas não posso, garanto-te, que, se um dia fôr possível, serei a primeira a lá chegar e embrulhá-la para ti... Já que não posso arrancar o coração dentro de mim, tens a minha dedicação, a minha força, a minha raiva, o meu choro, o meu orgulho, o meu beijo, o meu corpo e o meu companheirismo? Pode-se viver assim? Sem amor, com silêncio. que se dane o mundo, o meu mundo são os teus braços e a tua alma...
Sou tua.

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Ode aos Homens




Escolho a imagem do "homem mais lindo do planeta" para homenagear os bons homens que ainda andam or aí... Não sei se moldados por uma relação feliz ou uma boa educação. São o amor, o nosso desejo, preenchem-nos de uma forma tão perfeita que pensamos estar a chegar ao que queríamos: a felicidade. Honrados! Verdadeiros mesmo em situações complicadas! Que baixam a tampa da sanita, que nos abrem a porta do carro, mesmo depois de estarmos "engatadas". Não acredito na máxima "Os homens são todos iguais", mas deixo em aberto uma pergunta: Um bom homem é na sua essência ou o contexto molda-o? Um bem haja a homens sensatos, que sejam livres de preconceitos e façam alguém feliz (ainda que seja outro homem).
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Sim, é verdade, por Pink Poison





E lá vamos nós, amor.
Vamos dançar com a luz do sol a nascer e fingir que tudo está tudo bem mesmo que sejamos as luzes do inferno...
Perguntas desnecessárias, porque não interessa, não conta mas magoa, sente-se... O tempo não é o nosso melhor amigo porque não cura tudo. Um tempo amargura, faz doer, faz a vista ficar molhada com lembranças de mentiras ouvidas antes. No inferno é assim, a mentira reina? danço no meio da ROUTE77, enquanto tu me olhas a sair do corpo e a veres o que mais de puro encontras em mim... Calma, sou só eu a fechar os olhos e a imaginar que sim, é verdade, estou a teu lado, parada numa estrada qualquer, a fazer nada...
Tu prostrado, olhas para mim, sim, eu existo, sim eu estou aqui, sim eu sou atípica naquilo tudo que gostas, ajudo-te, mimo-te e nunca deixarás de sentir as "costas quentes".
Porque não provas um dos meus prazeres?
Conduz a uma velocidade alucinante no meio de uma aldeia.
Tem sempre uma palavra de carinho na ponta da língua.
Ama. No sentido mais extenso da palavra, ama a tua cama que te dá descanso, as crianças que nos dão lições e nos sentem mesmo que calados, escreve, fotografa...
Ou faz simplesmente aquilo em que és bom: a existir.
A luz que emanas cega-me da verdade, a luz que vi, mexeu e como... A mancha ao fundo, o buraco fundo dentro de mim...
Rasgos de lembranças, rasgos de sorrisos, rasgas um sorriso na minha face, e rasgas-me?
Sim, é verdade. Um dia ensino-te como é que fazem para os pombos correio voltarem ao local de onde partirem... Depois de um amigo me ter ensinado.



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sexta-feira, abril 24, 2009

Eu...


“Sou cheia de manias.
Tenho carências insolúveis.
Sou teimosa.
Raivosa,
quando sinto-me atacada.
Não imponho a minha pessoa a ninguém.
Não imploro afeto.
Tenho poucos amigos (..)
Acho sim, que,
às vezes, dou trabalho.
Mas, é como ter um Rolls Royce...
se você não quiser
ter que pagar
o preço da manutenção,
mude para um Passat.”

(Fernanda Young)

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Não me canso de dizer o quanto acho SEXY saltos altos

Gosto dos meus, adoro este sapatos pretos e as fotos minhas que mais gosto foram tiradas com os mesmos...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Eu não sou apenas, Por Pink poison





Eu não sou apenas um actor social que por aqui anda. Observo, cada gesto, cada contacto de olhares e não ando por andar. Quem gosta de esperar num consultório ou à espera de alguém, é porque reflecte, pensa no seu ser, na sua essência. Todos temos uma essência mas não a exploramos e é uma pena pois o Homem pode dar muito mais do que na realidade dá. Observo alguém que mente, que é triste, que só sabe trabalhar e que carrega o fardo de mortes sem nenhuma ser sua culpa. Observo as fugas dessa pessoa, veloz, nervoso, impiedoso e com a cabeça a explodir. Já não sabe quem merece a verdade ou a mentira, já não sabe o que pensar de coisas que nunca havia conhecido... Saberá quem é?
Observo a carência de um homem que ama mais do que e amado, que pensa nos pormenores e depois lhe dão um pontapé nos pormenores.
Servo.
Nervo.
Amo.
Tento.
Não há porquês mas alguém tem sempre o que lhe perguntar, ninguém percebe que há mudanças, há quebras, há regras que se quebram e ninguém percebe que as forças universo se regem a nosso favor. Blindado, esquivo, estoiro em gritos, desvio na mentira, fugir da realidade como se não a tivesse provocado não sabendo ele que 60 minutos serviriam para acabar as tormentas de ambos, o desalento de alguns e a frustração de outros. Como? Quem? qual a forma de um mentiroso dizer a verdade a alguém? Como consegue um mentiroso mentir a quem lhe abre o coração para o amparar nas pequenas quedas diárias?


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

segunda-feira, abril 20, 2009

Já vos disse que gosto de...

VERDADES, VERDADINHAS E DE ANEIS FORA DO COMUM? TENHO ESTE DESDE OS 14 ANOS!!!



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, abril 19, 2009

Um pouco de uns textos... Gostei do resultado!


Sou atípica... Sou amiga e inimiga. Sou tua e nunca sou de ninguém, sou do mundo se o mundo me quiser. Sou terrível. Sou boazinha.Sou uma filha que cansa o pai.Sou uma f*** como nunca tiveram. Sou muito ou zero. Sou eu, Somente eu. Sou eu, a Pink Poison. Serão as correntes tão fortes? Estarão assim tão apertadas? Ou estão porque se sentem acomodados com as ditas correntes? E soltar? Não? Nem por isso?
O som, a luz não te fazem ter força para partir correntes, enfrentar ondas enormes? O meu silêncio só será quebrado por um vento que me passe na pele... Tenho curiosidades. Tenho vontades. Grito, gemo, tremo de prazer, encosto as mãos à parede e respiro fundo seguido de uma gargalhada.


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Put on your boots, Por mim





Ela põe-se nas suas botas, sexy como só ela sabe e por dentro também ela só sabe, embora eu tenha uma ideia. Falamos de uma mulher de M grande, que em dias maus não perde a educação, acha que o mundo não tem culpa das suas lutas interiores. Trabalha, chora, ri, dança e nunca o sofá sente o seu corpo magro mas muito bem desenhado. Engole os sapos que a vida lhe tem dado mas e se a fada dos sapos agora lhe deu um sapo muito feio e grande. Enfrenta. Pinta-se. Veste-se. Luta. Solidária ainda que em tempos de crise. Diverte-se. Chora, ri, mas esta mulher vai continuar com a sua música, com o seu amor interior, com a sua amiga do coração (e sabe lá ela que pode contar com outras pessoas que nem imagina). Eu acredito que posso contar com esta Mulher, aliás não há quem não possa. Carinhosa. Formosa. Não entende. Não se faz rogada em mostrar. Ela faz a vida e leva a mesma para a frente. Jamais será passada para trás, não pelas suas longas melenas pretas, por ser solidária, mas sim por ser boa filha, excelente mãe sem descurar o seu íntimo. E o nosso íntimo muito, porque é frágil, porque é onde nos atacam... Não ataquem esta Mulher, não merece, não precisa de mais... Dela, podemos esperar sempre um sorriso ainda que forçado, esta mulher não gosta de magoar e por isso não me disse as verdades que tinha que ouvir mas talvez as forças do Universo assim o tivessem ordenado para eu aprender mais uma lição... Na noite, brilha, ofusca quem a tenta ofuscar, tem amigas, faz serões e na escuridão da noite pensa um pouco mais no que a espera. Que seja bom, que seja o que o momento exige, o último suspiro foi dado, não espera nada do que foi a vida dela desde nova. Promessas, todos as fazem e o vento leva-as com a mesma facilidade com que um palavra é escrita... A fria distância, não dêem a esta mulher frieza, ela deseja calor humano, embrenhar-se em sorrisos, dessassossegar como Fernando Pessoa, rir, chorar, viver. Porque tem valor, porque sim, porque tenho carinho por ela e quem a rodeia e porque sei que também sabe o que me vai na alma. Honrem esta mulher!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Tenho, Pink Poison




Tenho aquele receio e aquela curiosidade. Algo novo em mim fez descobrir a maravilha e o diabo. Lágrimas a escorrerem com cinismo a rodear-me. Um ego partido que adora ser frio mas quando ouviu NUNCA, fraquejou. Não confio em ninguém, porque tudo pode ter uma verdade e uma mentira. Não sou de respostas evasivas, isso para mim equivale a uma conversa de filosofia de estômago vazio e não sou esquiva. Não admito que o sejam comigo e desta vez não admito mesmo. Quarta, às 21h tudo se resolverá.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

ENVIADO POR UM R...



Hoje acordei, com uma sede insaciável
Não de água, mas de ti e do teu corpo
Preciso,
Necessito,
Que me rasgues a pele, ou que me toques suave,
Preciso,
Que beijes meus lábios, num novo encontro,
Preciso,
Ver teus olhos brilhar, piscar e reluzir
Ver de novo, esse sorriso, que amo, e me faz sorrir

Por isso vem, pois eu sinto-te a cada momento,
Não precisas de fazer loucuras, sê apenas minha no momento
Eu e tu, princesa e príncipe, sem castelo encantado
Juntos num sonho, que lutamos para se manter na realidade
Lutarei,
Lutarás,
E só assim poderemos vencer,
Porque um amor assim, é perfeito demais, para morrer.

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quinta-feira, abril 16, 2009

EU RECEBI ISTO NUMA CAIXA DE MENSAGENS




Entre amassos,
carícias e beijos delirantes
travamos na cama uma luta
de amor e paixão

Em busca de gozos alucinantes
desprezamos todas as regras do pudor
e nos entregamos a emoções primitivas
degustando nossos sexos e transformando-os
no verdadeiro alimento de nossos desejos

Enlouqueço com o calor
da tua vulva, úmida,
clamando pelo meu pênis pulsante
que “chora” e “ferve” de tesão


Num raro momento de lucidez
Contemplo o rubor de tua face
contrastando com o teu corpo
febril que prenuncia uma explosão de orgasmos

Navego entre tuas coxas e ancoro
no cais primitivo dos teus desejos
que, a cada carícia lingual, estremece
levando-te as raias da loucura e do prazer

Por fim, atendo aos teus apelos
penetrando-te com ternura e damos
inicio a suave dança do vai e vem
que nos leva ao espaço sideral
numa alucinante viagem as estrelas

Perco-me em tuas entranhas
e entrego-me ao ritmo frenético do teu quadril
que me faz explodir de prazer
e em perfeita sintonia com o teu orgasmo
ejaculo e deixo as gotas cristalinas do meu sêmen
invadir o teu ser com o néctar da vida

E mais uma vez, juntos, erguemos o troféu
de um duelo que não teve perdedores

Nossa luta terminou empatada.
Que maravilha!

Beijos doçura


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Nunca vos disse...





A minha mota favorita: V-MAX mais conhecida por "parte pescoços"
A minha flor favorita: Orquídea
O meu sabor favorito: amora misturada com limão

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Os Instantes Superiores da Alma


Os instantes Superiores da Alma
Acontecem-lhe - na solidão -
Quando o amigo - e a ocasião Terrena
Se retiram para muito longe -

Ou quando - Ela Própria - subiu
A um plano tão alto
Para Reconhecer menos
Do que a sua Omnipotência -

Essa Abolição Mortal
É rara - mas tão bela
Como Aparição - sujeita
A um Ar Absoluto -

Revelação da Eternidade
Aos seus favoritos - bem poucos -
A Gigantesca substância
Da Imortalidade

Emily Dickinson, in "Poemas e Cartas"
Tradução de Nuno Júdice


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Estas Almas Incertas



Quero um mal de morte
A estas almas incertas.
Tortura-as a honra que vos fazem,
Pesam-lhes, dão-lhe vergonha os seus louvores.
Porque não vivo
Preso à sua trela,
Saúdam-me com um olhar agridoce.
Onde passa uma inveja sem esperança.

Ah! Porque não me amaldiçoam!
Porque não me viram francamente as costas!
Aqueles olhos suplicantes e extraviados
Hão-de enganar-se sempre a meu respeito.

Friedrich Nietzsche, in "A Gaia Ciência"


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, abril 15, 2009

Dúvidas






Dúvidas?
Quem não as tem?
As minhas dúvidas vão dar uma montanha de certezas, lágrimas, raiva e amor e alegria e acima de tudo desejar aos outros o triplo que me desejam.
é bom acreditar que vamos mais longe e eu, garanto-vos, IREI MAIS LONGE SEMPRE!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, abril 12, 2009

POSSO SABER?


Posso saber o motivo de não comentarem textos da minha autoria? Caso não saibam, uma escrita minha é o que de mais precioso posso oferecer... (E depois de eu morrer, vem a fama como Picasso)

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quinta-feira, abril 09, 2009

Cada uma...Das coisas... Maravilhosas, por PInk Poison



Serão as correntes tão fortes? Estarão assim tão apertadas.
O som, a luz não te fazem ter força para partir correntes, enfrentar ondas enormes? Andares à chuva quando todos se resguardam?
Vivo.Vivemos. Lembro-me do último momento que tive destes: estava numa discoteca onde na altura tocavam os maiores DJ's do mundo e pus-me no meio da pista e fechei os olhos... A batida fez-me de mim, a única pessoa que ali estava. Os problemas ausentes, todos os meus poros libertavam energia, suor, os meus olhos termia, ao som de cada melodia.
Cada nota de música é um empurrão para sairmos do marasmo onde nos encontramos. Fazer barulho, partir louça, sentir cada mas cada batida como se de o nosso coração se tratasse.
Cada um. Cada Coração. Cada fechar de olhos...
Cada tempo dado. Cada maravilha perdida.
Cada amor parece ser aquele, o único... E amigos? Cada amigo, mostra ser de confiança mas acaba por nos trair ou trair aquilo que achamos correcto...
Cada lágrima que saí dos meus olhos não tem o nome deste ou aquele na ponta: tem o nome de MUNDO. Cada dia é uma lágrima caída, que salta, não escorre, cada dia uma nova descoberta...
Cada dia, uma maravilha, pois tal como os cientistas lutam diariamente contra o cancro, eu luto contra tudo o que me faz mal. E sim, nessa altura, apercebo-me do quão forte sou.
Afinal de contas, como diria o meu bom amigo, eu sou uma Deusa.

http://www.youtube.com/watch?v=O666kGBEvF0

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

É inevitável


Estou contente, um ex amor aka pancada, já tem trabalho e não deixei de sentir um sorriso a rasgar a minha face quando me cruzei com ele.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, abril 08, 2009

Arrumações



Não sei fazer bolos mas ando a arrumar a casa e a cabeça. Cada vez mais contente por ser diferente em vez de podre e pobre de espírito. Antes rebelde do que aldrabona, antes directa e frontal do que apagada, antes má do que banal...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, abril 05, 2009

Vou....





Deixar de ser boazinha e aprender a dizer "Não", vou aprender a ser egoísta e vou ter a coragem de deixar de ser altruísta. Esmagar maquiavelicamente, já o faço mas a partir de agora vai ser com requintes de malvadez, quando me disserem "Fica com tudo", eu fico.
Há um grupo muito pequeno de pessoas que vão ficar com a Pink antiga, o resto do mundo que se prepare.
Deixei de ser boazinha, mas continuo boazona, não se preocupem
.

Começo com alguns recados:
Aos fracos: tenham medo
Aos frágeis: fujam
Às cornudas aka S.AMS.O: Não me puxem pela língua
Ás avós ordinárias: cuidado com os princípios (os meus)
Aos que não sabem agradecer: Aparecam e admitam que são uma merda
Aos que falam mal de mim: Falem, façam de mim, o centro das (vossas)atenções
Ao primeiro ministro e restantes pastas: Eu agradeço por esta provação, a fome causa o desespero e qualquer dia, pagam o jantar
Aos filhos da mãe que batem nas mulheres: morte lenta e dolorosa
Aos que trabalham comigo: calados!



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sexta-feira, abril 03, 2009

EU










Olha eu, a Pink Poison... Acabadinhas de sair do forno...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

NÃO DOU AUTORIZAÇÃO PARA ESTAS FOTOS SEREM DIVULGADAS EM SITES OU BLOGS.

quinta-feira, abril 02, 2009

Não sei mas quero, por Pink Poison





Não sei uma série de coisas que gostaria de saber. Mas penso que não preciso delas para viver, ou será que preciso de saber, onde, efectivamente começa e acaba a veracidade do termo “Infinito”? Ou de saber porque motivo a nossa melhor amiga olha imediatamente a seguir de lhe dizermos: “Ouve e por favor não olhes!” Não sei porque dou por mim a pensar para, depois adormecer, na maldade, na minha maldade sobre os outros e na maldade dos outros sobre mim. Se Kant fosse meu amigo, dava-me uma lição de moral mas a vida e muito menos a minha, não é perfeita. Uns tentam mais, uns tentam e outros apenas se deparam com a situação. Conheço ainda o “efeito-avestruz”, quem faz como Pessoa, não quer ver o mundo e enterra a cabeça no trabalho, num hobbie violento, na televisão e não a apanhar Sol, não resolver questões pendentes que crescem à sua volta. Quanto a mim, o mundo, as pessoas estão perdidas: o “Tudo bem?” do costume e o passeio ao Domingo à tarde. É típico mas não devia, na minha opinião, opiniões, saber se o Ministro foi corrupto... Meus amigos, se foi, está feito. Limitem-se a coisas à vossa volta, não voltem os olhos a um animal na estrada, não pensem que com saúde, trabalho e família, está tudo bem. Em determinada altura, trabalhava em 3 sítios e não tinha um dia de folga mas o Domingo, era uma folga: ia a pé, conhecia muitas pessoas de outras culturas e aprendi a tirar uma imperial quase perfeita. O sabor da altura: fanta limão, o homem da altura: um M, o carro da altura: o meu Vectra... A patroa, a ouvinte, a que falava comigo a que resmungava mas éramos amigas, e somos, apenas não nos temos visto. Era bom, e não quero folgas, basta-me umas horas de furo no dia, para as minhas coisas... Não sei bem, tomar decisões, escrever, ler, tratar da pele, caminhar na passadeira, ouvir os outros e resolver a vida deles... Esta sou eu agora, continuo a sair da minha alma e ouvir friamente os outros, tomar iniciativas, e eu vou fazer isso sempre... Sem Vectra mas com a mesma força de sempre. Quero enriquecer por dentro, quero chegar mais além, preciso ir a Leiria, quero ser gente e não um indivíduo, quer ser sempre eu sem a censura, quero cultura!

quarta-feira, abril 01, 2009

Elogio a mim, sim esta merda não é só anónimos a cuspirem para o ar!!!


olá, mulher! sim, porque quem apresenta um corpo desses; e da forma detalhada como o fazes, é mulher com todas as letras, e na verdadeira acepção da palavra! mulher completa! se é rosa, vermelho, preto ou de outra qualquer cor, para o caso pouco importa; mas que é veneno... bom, lá isso és: veneno puro! sim, pois que depois de visualizar tua página, foi bastante dificil, levantar-me de frente do monitor: tuas imagens ainda se mantinham vivas na minha retina, e meu "coiso" teimava em latejar, tentando rebentar o fecho das calças; pelo que me retive a escrever-te esta mensagem! puta, freira, casada ou solteira, para o caso pouco importa. o que realmente conta é o que se consegue de uma intenção... e tu conseguiste! se mais quiseres... aqui me tens!