sexta-feira, maio 29, 2009

Troca de forças por Pink Poison

Os olhos ardem-me como se uma substância estranha estivesse a perturbá-los.
Há 48 horas que não consigo ser simpática, sorridente ou mesmo minimamente sociável.
Espera-me um fim de semana mau, o calor enerva-me, o coração a bater depressa demais, ajuda... É um ciclo, tentei distrair-me no debate da Mena mas aquilo está aceso demais para eu me tentar concentrar... Tenho os lábios colados um ao outro, telefones sem som e mesmo assim alguém me ligou às 5h da manhã. Não me incomoda a hora, incomoda-me o sintoma que me levou a não atender. Não choro por atenção, não peço atenção, porque sei que a mereço, tendo-a ou não. Não posso falar do que não devo e poucas são as coisas que respeito o suficiente para não escrever uma linha sobre elas e então, descolo os lábios o telefone serve para alguma coisa. Tenho pensado nas voltas que a vida dá e no que me movia há 3 meses, há 6... Desafio alguém a encontrar fontes de energia tão rapidamente como eu...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, maio 26, 2009


Estou cansada.
Farta.
Não digo mais senão calha a todos, vou por o mp3 e ouvir Tiesto (que virá a Portugal dentro de semanas)
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

segunda-feira, maio 25, 2009

Acho que... Pink Poison


Acho que daqui a uns dias rebento. Estou cada vez mais ciente da merda de sociedade em que vivo, só se ouve a palavra crise. A crise é económica e por tem que haver crise na cabecinha arejada das pessoas?
Quando vivi com alguém, nos momentos menos felizes na conta bancária, era quando nos sentíamos mais unidos e fortes por sabermos que iria ser ultrapassado tal momento. Acho triste não nos enriquecermos com uma linha de um livro, com uma brisa quando nos dói a cabeça.
Acho aquilo que não quero encontrar.
Acho que vou receber uma má notícia em breve. Acho tudo errado, tudo ao contrário... Onde? Onde anda o bom senso? Onde andam os valores que os nossos avós punham em prática. Ninguém enriquece com uma boa conversa? Ninguém enriquece com um gesto de solidariedade?
Acho que não.
Acho que ninguém se apercebe o quanto uns lutam para viver aquele dia porque só o seu umbigo conta.
Já ninguém ajuda ninguém?
Há tempos ajudei alguém, muito, com muito carinho, fiz essa pessoa renovar-se um pouco todos os dias durante um período curto de tempo. Descobri, porque mo disse na cara, que me mentiu neste e naquele assunto. Até hoje (3 meses depois), essa pessoa foge do porquê... Uma coisa eu sei: dessa pessoa eu não merecia.
Mas onde vamos todos parar? Eu não quero viver no meio destas pessoas que podem não ser melhores nem piores que eu mas diferentes são com certeza. Eu sei ser má, sei ser maquiavélica e sei rir-me da desgraça dos outros mas não de todos. Acho que tenho mesmo que ser egoísta ou tenho que desaparecer para descobrir um modo de vida limpo. Nem eu sei se conseguiria viver um modo de vida limpo... Só posso dizer que o meu refúgio é este, a escrita, a música, a conversa... Invejo quem vai para casa no Inverno às 6h da tarde e acende a lareira como eu já o fiz, invejo quem não chora todos os dias, só assim se consegue viver neste iceberg em que a nossa sociedade está transformada.
Foi só um olhar cruzado
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, maio 20, 2009

De alguém que me lê todos os dias, Não tive palavras para agradecer!!!


Pinky: leio o que escreves, e nesse momento entro no teu mundo,na tua cabeça, até à ponta dos dedos. Era capaz de me deixar de ir, até ao ponto do sem retorno. Atmosfera que alucina: como alguém pode ter tanto poder,de criar um outro mundo, fora daquele que já existe. Nada é rotineiro,novidade; como se tudo nascesse nesse preciso momento.Das coisas triviais, até às mais dolorosas, a alquimia nasce, e tudo se torna ouro Bravo!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

All inside us Por Pink Poison




Sentada na calçada, a ser abençoada por uma leve brisa fresca que me areja as ideias, afinal as ideias ficam na mesma. Surge a primeira estrela, e julgo, inocentemente, que a estrela me vai guiar. Viver na escuridão, se não fosse tanto assim, tanto de tanto, tanto de muito...
Como diria o outro que costumava fazer um pouco mas um pouco não era suficiente, então o pouco começou a ser mais e mais...
Está tudo dentro de nós, rir, chorar, pensar, ser-se inteligente e nunca esperto. A batida que move o meu coração está dentro de mim, nada está acima da minha vontade, para mim, a batida de um coração nem sempre significa exisência de alma, de sentimentos...
Chegam mais estrelas, chegam os maus pensamentos: gente podre, mesquinha, que julga o ministério público, gente que pensa que se brinca comigo! Não brincam, a calçada pode ser baixa mas depressa me levanto!!! Que ninguém pense que me passa por cima, nem os que amo, amei ou irei amar.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Tiesto, o homem que me fascina





DJ TIESTO, lindo, um sorriso contagiante, curte a música que põe, nem imagina como me põe lágrimas nos olhos. Não sei se salte ou se fique a apreciar a força que dá à multidão ao saltos, ao violino que acompanha a faixa "Adagio for Strings", sempre bem vestido, sempre visto como uma lenda. Eu vejo-o como alguém que, no meio de um espaço enorme, me paralisa e pôe-me a pensar como é que estas batidas são vistas como algo que só quem consome "pastilhas", consome.
Eu adoro isto. É arte, não sei se salte, sei que é viciante olhar para ele a puxar por nós. Ele também realizou contribuições de caridade.
Em Abril de 2006, Tiësto foi nomeado o embaixador mundial para a fundação
Dance4Life, combatendo a disseminação da Sida, para a qual ele gravou a faixa "Dance4life." Em Dezembro de 2007, Tiësto e Giorgio Armani colaboraram juntos numa edição limitada de uma camisola de Tiësto disponível nas lojas Armani Exchange. O seu single "Sweet Things" inclui a camisola, com os lucros da venda beneficiando os Mercy Corps, uma ONG de acção humanitária. (wikipedia)
Aqui ficam alguns exemplos:
http://www.youtube.com/watch?v=07GLBcP00O8

http://www.youtube.com/watch?v=49fIDR7UO7k

http://www.youtube.com/watch?v=y5xjIpsHVYQ

Estou arrepiada, um Dj que é uma lenda!!! (e sabe que é fotogénico!)

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

A luz... , por Pink Poison




Chega o sol da manhã. não é bem vindo, finge que está tudo bem e avança nas suas horas, faz-me sair da tua cama, deixar de sentir o teu cheiro, dizer o quanto é bom estar debaixo dos mesmo lençóis que tu. O amor já não me incomoda, sinta ou não, sei quando chega a altura da partida: quando o sol nasce, quando um carro arranca, quando um telefone se desliga e quando um fio de saliva estica num último beijo suave. a luz não nos tira a sensualidade, não nos anula líbido, não nos torna frios. Passo-te a mão na cara, fechas os olhos e dizes que gostas de mimos, dedico-me sempre, como sempre, não me incomoda.
Foste uma luz, que entrou cá dentro. Fazes algo em mim, fazes-me andar na corda bamba, fazes-me algo de maravilhoso, sempre, desde o ínicio que eu decidi escolher. Não posso, não admito ser criticada por isso, sento-me no cabo de aço, para apanhar uma das tuas chamas e sentir-me por dentro...
Eu sou tanto cá dentro, consegues fazer-me melhor, só com um apanhar desses olhos de fogo, essas palavras cortantes, distantes, sofridas, às quais eu quero chegar perto e torná-las suaves.
Danço no fogo, danço ao nascer do sol, por tu fazes qualquer coisa aqui neste meu cantinho do coração, fico nua em frente ao oceano, fico no meio de uma pista de uma rave de olhos fechados e ali só eu me sinto, haja sol ou não, só me movo como bem entendo.
Sentimentos.
Sinto.
Muito.
Quero uns saltos agulha, como eu era há uns anos, quero o meu perfume de sempre, quero um carro grande e quero-te. Tu, que és uma mistura de uns mal vividos 40 anos e outros 24 anos sofridos, exitirás?
Existes sim, porque eu existo e estou aqui, sim aqui, tão perto....



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, maio 19, 2009

Indecisões


Na indecisão, a decisão de espremer os sentimentos, as causas, deixar andar e deixar usar. Na indecisão, a tortura, a dor no estômago, o imperialismo de outros.
Quem me cala? Eu
Quem tenta chegar mais além do que eu? Muitos, uns conseguem, outros ficam-se.
Hoje gozaram com o facto do meu ex companheiro me ter agredido...
Nem comento...


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

segunda-feira, maio 18, 2009

absolut



"Só existem duas coisas importantes na vida. A primeira é o sexo e a segunda eu não me lembro."
( Woody Allen )

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, maio 16, 2009

sexta-feira, maio 15, 2009

A maioria pensa com a sensibilidade, eu sinto com o pensamento. Para o homem vulgar, sentir é viver e pensar é saber viver. Para mim, pensar é viver e sentir não é mais que o alimento de pensar

Fernado Pessoa


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quinta-feira, maio 14, 2009

O chão que geme, por pink Poison


O chão que eu piso geme como eu gemo por dentro de agonia quando digo que sim e quero dizer não. Parem de pedir, implorem! Parem de me provocar, amem-me! parem de viver ao som do cair das moedas na vossa carteira e possuam-me na vossa mente, no cantinho mais rebuscado. Abracem-me como se me quisessem tirar as asas, promessas que fico? Se não tiver asas, atiro-me, aguento mais a pular do que um pastilhado porque não voaria mesmo sem asas?
Que me interessa a queda? levanto-me sempre como o vinho do Porto: quanto mais velho, melhor... é muito bom ser enganada, ensina-me a viver e a lembrar de caras que pensava já não me lembrar e ser sempre melhor do que quem em engana. Melhor de quem sai de pedras a rastejar para vir meter-se na minha vida.
Metem-se com quem não devem, serei mesmo uma deusa como diz o meu amigo? Talvez seja, vou ver se no Monte Olimpo há um quarto para alugar. De lá, vou rir-me de quem pensa que me enganou, só me engana se a minha mente deixar, e eu deixo, dou cabeçadas, há uma parede que posso contornar mas mesmo assim continuo a dar cabeçadas.
Cabeçadas que mostram-me o que a vida é, dão-me lições mas não substimem a minha capacidade de vingança, rancor, eu sou a personificação do rancor. perdoar, impossível, lembro-me e só quero saber os porquês mas não mos dizem... Sou como Pessoa, ele colecciona pedras para construir um castelo, eu colecciono lições de vida para criar uma bíblia, a minha bíblia: as minhas incondicionalidades. O chão que eu piso pode gemer, o sangue pode sair dos meus pulsos e as lágrimas dos meus olhos, podem ver-me com os olhos fundos, podem ver-me mal vestida mas nunca me verão a parar de ser humana, amiga (apenas de quem merece) e uma inimiga que nem Bin Laden gostaria de ter.
Querem querra? Não a comprem comigo ou com quem eu amo. Eu pago o dobro, e rio-me com a malvadez com que fui agredida, a forma como ele se riu foi traumatizante, por enquanto só para mim, depois se verá.
Para já, toca-me à noite e abana-me de manhã mas nunca me tomes como segura, não penso sempre em ti, nunca, jamais pensarei em ninguém sempre... Porque nada dura para sempre, apenas mantem o meu corpo quente, se não fores tu, será outro. na alma, tocou quem me deixou marcas no corpo e hoje vejo o grande merdas que é. Uma lição.

oiçam o que eu adoro: http://www.youtube.com/watch?v=49fIDR7UO7k

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sexta-feira, maio 08, 2009

Ao som da batida! Por pink poison


Toca-me ao som da batida... De uma batida de Tiesto, deixa-me no meio de uma luz de olhos fechados e ser do mundo, sim, por eu já te disse que sou tua e sou do mundo, sou de quem me quer bem e quem em odeia. Toca-me levemente com o teu olhar, pois tens na mão uma bebida e a outra acena-me, despe-me com os olhos e eleva-me ao mais puro que possas encontrar dentro de mim, ao mais triste, ao mais alegre mas fá-lo!!! Faz-me fazer algum barulho, ao som de outro barulho, usa os teus enormes olhos para me moveres, tira-me deste marasmo em que me encontro debaixo destas luzes.
Luzes que detesto ao acordar mas que de noite me iludem em especial se forem umas luzes azuis... Batida.
Batida do meu coração, 4 litros de sangue temos no corpo na completa adrenalina, só por te ver a olhar para mim... Comandas e eu obedeço...
Porque eu nasci para amar... Amar o meu amor, amar o aldrabão, o fectiche, o amigo, o cão do vizinho... Não será amar o mais importante? Com todas as batidas de som e todas as batidas do coração... Não sei de quem sou, sou da alma, da minha, da tua, sim da tua que me lês, da alma deste universo sem fim, deste mundo que é o mundo cor de rosa de uma mulher que admite tudo o que é. Fui amante, fui a amada, fui amiga colorida, colori-me, iludi, desiludi, amei tanto que me doía o peito e vinham as lágrimas aos olhos...
Queres? Olha-me, toca-me, na cintura, onde eu gosto, não tomes conta de mim, eu tenho asas para tomarem conta de mim na aterragem... Será que caio?

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Correr? Tarde demais! Por Pink Poison


Posso mostrar a quem queira que não adianta correr atrás de perguntas que nunca terão a resposta acertada, a verdade. Porque tende o ser humano a ser assim?
Ouvem-se ao fundo verdades a quererem vir ao de cima mas não alcançam as chamas da mentiras. à minha maneira não seria assim, que se danem os aldrabões, que aldrabem mas longe de mim, que roubem mas longe de mim.
A mim, peçam-me ajuda, peçam perdão mas jamais serão perdoados ou esquecidos. eu também não esqueço quem me atirou ao chão na fila para a cantona na quarta classe sempre que olho para aquela cicatriz no joelho. Não sai do que é meu, da minha "caixinha" de memórias negras. Não adianta correr atrás de respostas, quem é inteligente, encontra-as facilmente.


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, maio 06, 2009

Mexe comigo.... Por Pink Poison


Mexe.
Mexe aqui.
Mexe em mim. Tortura-me com a doçura das tuas palavras, com a delicadeza dos teus dedos com o sorriso que rasgas em mim.
Mexe na minha essência, mistura-te com ela, supera-a mas abana-me...
Lidera o meu olhar, dilata as minhas pupilas e contrai o meu peito. Respira comigo e leva-me contigo. Mexe em mim, mexe na minha existência, não me domines, deixa que o teu mexer flua em mim, deixa-me fluir em ti. Sem nada que nos impeça, aprenderemos que o pouco se torna muito desde que nos tenhamos um ao outro e amor ao próximo.
Mexemos nos outros... Eu mexo contigo?

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, maio 03, 2009

Todos os dias, por Pink Poison


Começa a melodia, porque há tanta gente a olhar para a lua?
Dançam com a mente, com os mortos, com invisiveis, dançam sozinhos. A única forma de protesto é essa. O ondular de corpos ao som da melodia da alma, porque todos estamos em estados diferentes de evolução, porque se todos amássemos da mesma forma, seríamos apenas seres. E não somos, somos pessoas que se mostram, que sentem, que choram, pessoas que se mutilam, que se tentam suicidar, pessoas que compram rosas e temos que nos aceitar. Correr por um campo fora, sem saber se cai num abismo ou não, se fosse possível destruir o mau que há na sociedade, será que alguém o faria...
Mutilam-se todos os dias sem saber...


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sexta-feira, maio 01, 2009

EU...



"Nunca se deve consentir em rastejar quando se sente um impulso para voar."
( Helen Keller )


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

um horror

VEJAM

http://www.ladonegro.net/forum/viewtopic.php?f=12&t=9120&p=13481#p13481

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

"Faço-me lembrar...", por Pink Poison



Faço-me lembrar, desculpai a expressão um farol. Quieto. Silencioso. Metido na sua. Orienta os outros para sigam na direcção correcta, incansável, a sua luz nunca pára de rodar e quem usufrui da sua ajuda não imagina que o farol, sempre a parecer inatingível é todos os dias atacado por ondas enormes que o magoam ou entediado por marés sem ondulação. À sua volta vê rochas e vê os outros, ajudados pela sua luz, a seguirem e ele fica. Pintem os faróis todos de cor de rosa!!!


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Também nunca vos contei os



meus filmes e actores favoritos: aqui vão dois


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Este comentário emocionou-me...

Nunca em altura alguma me permiti imaginar algo para além de um ecrã, algo com o qual me tivesse identificado, da forma como o tive "contigo". Não te conheço, e o mais provável é isso nunca acontecer mas...Mas, li o teu blog...o que, confesso, perco muito pouco tempo a fazer "on a regular basis"..mas algo me "prendeu". Li um post..e depois outro..e depois outro..e dei por mim já ia num terço da página, e o único sentimento que tinha era que naquele momento, queria falar contigo. Quebrou-se a barreira da net, e parecia que estávamos a conversar, mas sem eu poder responder. E essa realidade de impotência entristeceu-me, porque são poucas as vezes que de facto se encontra alguém com quem se sente uma empatia, e se tem a certeza inquestionável que seria, no mínimo, uma "aventura", um prazer conhece-te.

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

O cinto... Por Pink Poison



Sinto que o bom tempo vem aí, ai tão bom o calor, a praia... Credo teremos todos que gostar do mesmo?
E se for uma altura decisiva na vida de alguém a mesma altura em que decidem onde vão passar férias e quantos € vão poupar?
Odeio a banalidade, a despreocupação... O egocentrismo renascentista...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Morre-se, Pablo Neruda


Quem morre

Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve
musica, quem não encontra graça em si mesmo.
Morre lentamente quem destrói o seu amor-próprio, quem não se
deixa ajudar.
Morre lentamente quem se transforma em escravo do habito,
repetindo todos os dias os mesmos trajectos, quem não muda de
marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com
quem não conhece.
Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru.
Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o negro
sobre o branco e os pontos sobre os "is" em detrimento de um
redemoinho de emoções justamente as que resgatam o brilho dos
olhos, sorrisos dos bocejos, corações aos tropeços e sentimentos.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando esta infeliz com o
seu trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir
atrás de um sonho,quem não se permite pelo menos uma vez na
vida fugir dos conselhos sensatos.
Morre lentamente, quem passa os dias queixando-se da sua ma
sorte ou da chuva incessante.
Morre lentamente, quem abandona um projeto antes de iniciá-lo,
não pergunta sobre um assunto que desconhece ou não responde
quando lhe indagam sobre algo que sabe.
Evitemos a morte em doses suaves, recordando sempre que estar
vivo exige um esforço muito maior que o simples facto de
respirar.
Somente a perseverança fará com que conquistemos um estagio
esplendido de felicidade.

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!