terça-feira, dezembro 29, 2009

Dormiste comigo

Dormiste comigo.
Nas minhas entranhas
No meu cérebro, na vida que me percorre o corpo pelas veias. Dormiste sossegado, em concha, no meu sorriso que te afagou, na minha mão suada que te fez carinho. Abracei-te com o meu sono e beijei-te com o meu ... ronco... LOL Desculpem mas não resisti
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, dezembro 22, 2009

Quadra

Não sou especialmente fã desta altura do ano mas pelo menos que se passe bem. è o que vos desejo, a vocês que acompanham o meu mundo, a quem não não me lê, tem bom remédio, passe a ler!!!



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, dezembro 19, 2009

Tenho fome de ti!

Tenho fome de ti... Daquelas que nos dá vontade de comer a passa no ano novo a desejar-te.
Sim, vale a pena a ansiedade, sim, tenho fome de ti.
Não se pode dizer que não se gosta de um prato que nunca se comeu. Sê o meu prato, a minha delícia e eu serei o que quiseres. 
Tenho fome de uma paisagem ao fundo, de um querida pelo meio, tenho fome de cair em ti e não em mim. 
Num desacato entre a prudência e a emoção, que se dane a prudência pois eu tenho fome de ti.
Fome de ti.
Preenche-me, expôe-te e sacia-me, Faz-me rir de prazer, chorarei quando partires, sorrirei quando me lembrar de ti, do teu cheiro, do teu mergulho em mim e daquilo que não se saberá. Como se sabe aquilo que é tão desejado, sentido e amordaçado pelo silêncio que uma janela provoca.
Toca-me. Com mais força. Puxa-me para ti. Mais, mais toque, funde-te comigo. Por uma tarde, uma hora, um minuto, dá-me uma história para contar. 
...

...
...
Além da de que já tenho. Tenho fome de ti e preciso que me alimentes.
Usa-me.
Abusa de mim.
Mas dá-me um abraço no fim. 
Tenho fome de ti!
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sexta-feira, dezembro 18, 2009

Eu decido.



A vida é curta, quebra as regras, perdoa rápido, beija devagar, ama honestamente, ri descontroladamente, e nunca te arrependas de nada que te faça sorrir.

Esta frase foi um alento para mim numa decisão dificil de tomar.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quinta-feira, dezembro 17, 2009

Ai...A minha vida


Vida. Pois, bonita palavra com imensos adjectivos. Dádiva, uma loucura, curta... Quero lá saber, nao quero estar rodeada de gente parvinha, quero estar com gente genuína, que me ensine, que me trave, que me destrave (mais?) mas que seja algo de rico para mim. Agora sou eu a dizer: Quero-vos!!!
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, dezembro 15, 2009

Opções

Portanto:
a) andamos a sonhar com temperaturas positivas
b) o gelo do carro não derrete até ao trabalho e é um momento mágico
c) chove como tudo e nada-se até casa
d) merda para isto que no Verão digo que adoro o frio!!!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, dezembro 12, 2009

Não sei quantas almas tenho, Fernando Pessoa


Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem achei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem,
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo: <>
Deus sabe, porque o escreveu.

Choro

Hoje choro
Não admito que me limpem as lágrimas
Que me lavem a alma os soluços, o ranho, o nariz vermelho
Choro e muito, porque, tal como pessoa, para ser grande, sê inteiro, e até a chorar dou o meu melhor.

Não estou perdida, se o estivesse, não choraria. Apenas me quero perder.

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

QUERO-ME!!!

Vontade própria, não a tenho. Tem o meu corpo, os meus dedos, o meu carro quando avaria, o estômago que pede comida quando não há tempo para comer...
Tenho sim, uma personalidade própria, sou infantil, sou mimada, sou senhora dra, sou o raio que me parta mas sou! Há muito tempo que não o era e agora renasci.
comportamento gera comportamento e outros renascem, outros surgem da pedra para mim  e outros, ficam de cabeça fodida...
Não sei bem, nem quero saber, se estou a agir mal ou bem, estou a agir como quero e sofreri as consequências.
Hoje, não quero Tiesto, quero Bossa Nova, hoje não quero cola zero, quero cerveja... Eu, simplesmente, quero-me!!!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, dezembro 08, 2009

amantes



Tudo renegarei menos o afecto,
e trago um ceptro e uma coroa,
o primeiro de ferro, a segunda de urze,
para ser o rei efémero
desse amor único e breve
que se dilui em partidas
e se fragmenta em perguntas
iguais às das amantes
que a claridade atordoa e converte.
Deixa-me reinar em ti
o tempo apenas de um relâmpago
a incendiar a erva seca dos cumes.
E se tiver que montar guarda,
que seja em redor do teu sono,
num êxtase de lábios sobre a relva,
num delírio de beijos sobre o ventre,
num assombro de dedos sob a roupa.
Eu estava morto e não sabia, sabes,
que há um tempo dentro deste tempo
para renascermos com os corais
e sermos eternos na sofreguidão de um instante.

José Jorge Letria, in "Variantes do Oiro"

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Ando com vontade

Ando com vontade de aprender a tocar violino... Mas, nem é pelas aulas (Só Deus sabe onde iria arranjar o tempo), o dito instrumento é tão caro!!!
Tenho vergonha disto mas digo: o que me inspirou foi a música adaptada por Tiesto "Adagio for Strings" onde ele convida um violinista para o acompanhar...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, novembro 29, 2009

Eu e Pablo Neruda (e outras coisitas)

E sento-me no meio de um palco, brinco com os botões, armada em dj, ouço apenas aquilo que mexe comigo. Sim, sou daquelas que nunca ouve uma musica até ao fim, nem mesmo as de Tiesto... fecho os olhos e imagino as cabeçadas que vou dar e que estou a dar... Mas dali ninguém me arranca. Estou cá, no meu mundo, de olhos fechados, quem me observa, tem a minha essência a fazer strip-tease, a despir-me, é o que estou a fazer... Não me incomoda. nem um pouco que ele apareça naquela altura, pois ali só eu conto...
Desvairo, sinto-me a levitar, rebusco o que mais existe de louco, de insano e de maroto em mim, ponho em mim, aquele, olhar... Aquele olhar negro, com cabelos em redor... Nada mais é necessário, basta o olhar, não o que tu possas ver mas aquele que eu sinto que me muda, que me faz pegar no telefone...
Batam palmas a mim, que mereço, que sou o meu mundo e o meu mundo consome-me, sinto que estou com aquele olhar que apreciam.
Da batida passo para a agressividade, e sim, tu, tu que me vês, do teu trono, aprecias com um ar sereno, o de sempre. o meu olhar brilhará para sempre, nunca serei um pãozinho sem sal, serei sempre um ar, um sabor, um toque de suave rosa e veneno mortal. O meio termo assusta-me, é banal, é de massas, é o que todos querem e, igual ás massas, tenho apenas uma coisa: um objectivo, ser feliz ou ser feliz a tentar...
Penso em quem viu alguém com fome e pus um saco com leite e cereais no carro, não me vá acontecer o mesmo



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quinta-feira, novembro 26, 2009

Nojo

Tenho nojo de pessoas estúpidas.
Tenho mais nojo disso do que de osgas...
Dá-me vontade de rir que pensam que ninguém repara e ninguém ouve.
Talvez tenha nojo de mim ,talvez, mas sou suspeita para falar!!!
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

segunda-feira, novembro 23, 2009

UAU...


29 seguidores... Obrigada a todos!!! 

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Eu gosto da minha sensualidade

APESAR DA PÉSSIMA QUALIDADE DA FOTO
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

calma

Pá, merda!!!
Eu sou só uma.
não me parto em 20.

CALMA, c'a porra!!!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Porque tu me lês... (retirado do Blog: as velas ardem sempre até ao fim)



Lorsque tu me liras, je te regarderai dans le pare-brise,



Tu viendras à moi, tout entière, comme la route,
Lorsque tu me liras, la maison sera silencieuse, et mon silence à moi te remplira tout entière aussi.
Avec toi, dans toi, je ne suis jamais silencieux, c'est une musique très douce que je t'apporte...
Quant à toi, tu verses au plus profond de ma solitude, cette joie triste d'être, cet amour que, jour aprèsjour, nous bâtissons, en dépit des autres, en dépit de cette prison où nous nous sommes mis, en dépit des larmes que nous pleurons chacun dans notre coin, mais présents l'un à l'autre...
Je te voyais, ces jours ci, dans la lande, là-bas, où tu sais...
Je t'y voyais bouger, à peine te pencher vers cette terre que nous aimons bien tous les deux, et tu te prosternaisà demi, comme une madone, et je n'étais pas là... ni toi...
Ce que je voyais c'était mon rêve...
Ne pas te voir plus que je ne te vois...
Je me demande la dette qu'on me fait ainsi payer.
Pourquoi?
L'amour est triste, bien sûr, mais c'est difficile, au bout du compte, difficile...
Dans mes bras, quand tu t'en vas longtemps vers les étoiles et que tu me demandes de t'y laisser encore... encore...
Je suis bien; c'est le printemps, tout recommence, tout fleurit, et tu fleuriras aussi de moi, je te le promets.
La patience, c'est notre grande vertu, c'est notre drame aussi.
Un jour nous ne serons plus patients. 

Alors, tout s'éclairera, et nous dormirons longtemps, et nous jouirons comme des enfants.

Tu m'as refait enfant; j'ai devant moi des tas de projets de bonheur...

Mais maintenant, tout est arrêté dans ma prison.

J'attends que l'heure sonne...

Je me perds dans toi, tout à fait.
Je t'aime, Christie, je t'aime.

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quinta-feira, novembro 19, 2009

Fala-se

Fala-se de uma mudança e mudei. Caramba sinto-me ajudada!!! Sinto-me com poucos amigos e estou bem na minha pele macia, exfoliada e refirmada (dentro dos possíveis). Disseram-me que o mundo não mudou, os meus olhos mudaram. AINDA BEM!!! Um beijo a quem me apoiou, a quem me ajudou,a quem me aconselhou com o seu sotaque maroto, a quem me atura e ao meu rico pai, o pilar da minha vida, madrasta querida e o resto, lamento, saiu da minha força de vontade, um beijo a mim que saí vencedora de uma luta que durava há 19 anos... 
E para comemorar nada melhor do que isto: 


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, novembro 17, 2009

O Perigo da Hesitação Prolongada

Toda a gente há-de ter notado o gosto que têm os gatos de parar e andar a passear entre os dois batentes de uma porta entreaberta. Quem há aí que não tenha dito a algum gato: «Vamos! Entras ou não entras?» Do mesmo modo, há homens que num incidente entreaberto diante deles, têm tendência para ficar indecisos entre duas resoluções, com o risco de serem esmagados, se o destino fecha repentinamente a aventura. Os prudentes em demasia, apesar de gatos ou porque são gatos, correm algumas vezes maior perigo do que os audaciosos. Victor Hugo, in 'Os Miseráveis'
ESTOU INDECISA





NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

segunda-feira, novembro 16, 2009


Coisa mais fofa!!!



Ó CATANO, TENHO QUE IR COMPRAR BRACADEIRAS E BÓIAS PARA NADAR ATÉ CASA???
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, novembro 14, 2009

hot shot

O segredo ainda é meu...
E vai ser sempre.
És de palavra, és calculista, precavido e respeitas-me.

Sei que posso contar contigo e, apesar dos nossos desencontros, sempre podes rasgas um sorriso na minha face com um telefonema teu. és amigo, seguro e sempre uma novidade. 
Gosto de ti, genuinamente.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, novembro 11, 2009

Paixãozita...



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!
Estou a levitar com um violino ao meu lado.
Estou de braços no ar. Nada me toca, aqui e agora, sou invencivel, sou viciante, sou o vicío que é feito de fel. Canta-me ao ouvido e podes cheirar o meu veneno, estás de mente ausente num corpo presente. Presença apagada, presença cega... Sugas-me, devoras todo o livro da minha enciclopédia mas mesmo assim nada aprendes.
Preciso de ti esta noite, onde andarás a saborear-me, sim, porque estejas tu onde estiveres, eu estou ao teu lado, em ti, nas tuas entranhas... Caminha até ao meu veneno, não numa passadeira vermelha mas sim cor de rosa.
Gostas pouco, gostas!!!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

In to my arms

Certas musicas são ouro.
certas músicas são veneno.
Esta é apenas uma representação de uma época da minha vida.
É das poucas coisas que agradeço à pessoa que me deu a conhecer Nick Cave, sem dúvida que uma musica, uma melodia, um sonoridade que nos toca que nos faz mudar de opinião.
O olhar e a música, são, na minha opinião, as línguas universais.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, novembro 10, 2009

segunda-feira, novembro 09, 2009

Neura, vai-te!!!

Não quero saber se falo na primeira ou na segunda pessoa. 
Estou a fechar gavetas e a abrir desilusões. Estou a desarrumar para em seguida arrumar. são ridículas as calças de pijama que tenho neste momento, com ursinhos, pois é que o cetim não aquece muito. Hoje estou com a neura e não meus amigos, não é do período, é sim de mim. Eu não me vou por a perguntar porquê porque eu sei porquê. Sei sim, o maior engano da minha vida, 5 anos, de pura dedicação. Homens em condições? São tão dificeis de encontrar como mulheres que prestem. 
Alguém me vende uns quilos de força de vontade?

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, novembro 08, 2009

E não é que existe?

Existe.
Existe aquele pensamento que nos faz dara volta à cabeça, todo o dia, todos os dias, queles dias cinzentos em que não me consigo superar. Dificilmente me escondo, poissou assim, será "Quê" dizem ter? Não sei, de qualquer forma, faço tudo como sempre o fiz. Mas sei que me custa e sentir e aí está um obstáculo que me impede de crescer. 
Apanharam a menina perdida de surpresa. Apanhamos os sentimentos ou será que somos apanhados por eles? Não sei viver sem estar viva, quero sangue nas veias, quero um coração, ao invès de um repoulho como muita gente tem. 
Sinto na batida, sinto-me no meu "repoulho",  sou de todos e de ninguém, sou tua, consigo muito sozinha e acompanhada vou ao fim do mundo. A solidão já não me mata, nem sempre é possível, como antes. tenho vontade de conhecer pessoas, (depois da triagem, claro).
Rasgo sorrisos, dou ideias, dou-me, encomntro-me...
Aperece, seja quem fores, sente-me o meu frio e aquece-me, faz-me voar com asas imaginárias e explicas (Eu sou assim...), quem me olha, vê-me por dentro, semte o meu perfume mas sente o que os meus olhos cansados dizem... Como a lua, estive acordada, talvez a lua seja uma boa companheira, nunca pensei nisso, o meu pc é uma boa companhia, a minha máquina digital... O amor que não venha para me lixar a carteira e o pouco juízo... O tempo mata a ferida, nunca mais vai ser aberta.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!
Chamem-me o que quiserem mas eu adoro isto:






NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, novembro 07, 2009

Eh lá!!

Ontem disseram-me que dificilmente se encontra um blog como este em Portugal, Talvez fosse o entusiasmo de uma primeira leitura, sendo que o Luis Alves já o leu todinho tem toda a liberdade para opinar. talvez gostasse muito do que lê e TALVEZ SEJA VERDADE. E a mim, a minha primeira madrasta sempre me ensinou: "quando te dão um elogio, não negues, agradece."
Um muito obrigada a ti, que sabes que és tu e vai lendo...
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, novembro 04, 2009

mudasti!!!

Eu mudei e finalmente e é um mudar diferente. Sempre que disse que estava  mudada, não estava a ser sincera. Agora sou sincera e sinto-me muito bem, mesmo muito bem...
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

segunda-feira, novembro 02, 2009

Um pé em mim, um pé em Pessoa

Foi.
Foi muito.
Foi louco.
Foi Pessoa.
Foi Kant.
O "Foi", pouco ou nada interessa no que respeitaao "agora". O agora será o nosso futuro construido pelo nosso passado. 
Foi pedagogico.
Foi alucinante. A vida é alucinante, a respiração é lenta e morosa.
Medo-
Medo que foi
Medo que é.
Não será medo no futuro? Será apenas receio? Os meus olhos vêem além do além, para além do além. Os olhos dos outros v, olheiras ,vêem banalidades, cansaço. Eu? Limito-me à insignificância do meu campo de visão. Olho para alguém e da mesma forma que vejo pessoas podres, ainda que muitíssimo bem vestidas, vejo medo, tremores, calores, suores e maldade.Será o meu medo ou o medo de sentir o que vejo tal como Fernado Pessoa? Só sei que assim vejo, sinto-me a levitar, as pupilas a dilatar, os musculos soltos, seja como fôr, eu sinto-me viva e mais tolerante.Sinto a deusa cor de rosa, sinto a Pink e a Poison.
Será que sou doida?
Será que vou ser feliz?
Será que que me estou a ir?
Ou finalmente estou em mim?Se isto é estar em mim, então gosto mas gosto, também, de ter medo do que vejo, gosto de ser Pessoa. Um bem haja a Pessoa e todos os grandes poetas. Enriquecem-nos a alma, a escrita com a fria distância das palavras, levam-me até vós. Deixai-me levar pela escrita...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, novembro 01, 2009

LOL


Faz-me lembrar quando vinha da discoteca e não sabia se comia ou se me deixava vencer pelo cansaço!!!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sexta-feira, outubro 30, 2009



Entusiasmada!!! E não é que recebi um presente com algo tão pessoal meu que parecia que me conheciam desde os 18 anos?
Muito bom, sabe tão bem ser bem tratada!!!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, outubro 27, 2009

Delicioso, este texto




FONTE: http://www.macacos.com/2006/04/09/sera-dificil-de-perceber/
Será difícil de perceber?

Eu não quero fumar.
Nem em primeira, nem em segunda ou terceira mão, nem em quarto pé, nem em décima-nona barbatana! No entanto, não tenho outra escolha: porque se quero estar com algumas pessoas, eles fumam e eu sou sempre o gajo que tem que ceder.
Sou eu que tenho que respirar o fumo para poder estar com as pessoas que fumam. Essas pessoas nunca fazem o sacrfício de não fumar o seu cigarro quando estão comigo.
Ainda se fosse alternado: este almoço eu fumo uns cigarros e no próximo não. Mas não é; nunca é. Porque os fumadores são uns fascistas do caralho. E depois, quando vem uma lei anti-tabaco, apelidam-na de fascista.
Fascistas, são vocês. Quando querem fumar e não há cinzeiro, vão a outro lado? Não, atiram a cinza e a beata pró chão, claro, porque é o regime do cigarro. General El Cigarillo é omnipotente nas vossas ideias.
E claro que não se pode ser contra o regime, senão é-se apanhado pela polícia militar e enxovalhado em público. Esperam por sair do restaurante para fumar um cigarro? Nunca! Nem pensar. Quem manda é sempre o fumador e nunca o não fumador; quem dita as regras é sempre o fumador e nunca o não fumador.
E não vale a pena comparar o tabaco com outras coisas que fazem mal à saúde: mais nada vem para cima de mim. Estás a sorver banha de porco do fundo de um tigela? Não me afecta. Estás a absover cafeína pura por osmose? Não me toca. Estás a consumir álcool por via intravenosa? Não me chateia nada.
Mas FODA-SE! será tão complicado perceber que há cabrões como eu que não gostam dessa merda? Que sabe mal? Que cheira mal? Que chateia e irrita e incomoda?
Metam os filhos da puta dos cigarros na PEIDA e DEIXEM-ME NÃO FUMAR À VONTADE!

O amor é uma companhia, Pessoa


O amor é uma companhia.
Já não sei andar só pelos caminhos,
Porque já não posso andar só.
Um pensamento visível faz-me andar mais depressa
E ver menos, e ao mesmo tempo gostar bem de ir vendo tudo.
Mesmo a ausência dela é uma coisa que está comigo.
E eu gosto tanto dela que não sei como a desejar.
Se a não vejo, imagino-a e sou forte como as árvores altas.
Mas se a vejo tremo, não sei o que é feito do que sinto na ausência dela.
Todo eu sou qualquer força que me abandona.
Toda a realidade olha para mim como um girassol com a cara dela no meio.

Alberto Caeiro



NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, outubro 25, 2009

trash


Pá, quem nunca mentiu que me caia já um tijolo no dedo pequeno do pé!!! Desde que nascemos, travamos guerras com a vida, connosco e com pequenos contratempos... Insistimos em dizer que está tudo bem, quando na verdade sabemos que a guerra continua e foram apenas tréguas!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, outubro 24, 2009

Olha eu

PEIXES Imagem
O Sonhador

Bom coração e pensativo.
Muito criativo e imaginativo.
Pode ficar reservado e vago.
Sensível.
Não gosta de detalhes.
Sonhador e irreal.
Simpático e amoroso.
Desinteressado.
Bom beijador.
Bonito. 

Elemento - Água  Ritmo - Mutável,  Feminino, Yin
  É regido por Netuno e co-regente Júpiter.
      É distraído, ele não presta atenção, e não funciona por análise e detalhe, ele funciona pela idéia do conjunto, pela totalidade, pelo geral, pelo clima, pelo espírito da coisa.
      Tem uma coisa de abstração, falta de atenção, eles olham para as coisas e não se detém no detalhe, eles abstraem, percebem conjunto, a soma total, o global.
      Peixes está ligado a síntese e não a análise, tem uma memória visual. Conseguem se desligar deste mundo quando estão aborrecidos, é como se eles se desligassem, desplugassem. É como se ficassem imunes ao mundo real e você não consegue provoca-los, porque eles só estão presentes fisicamente.
      Eles tem a nítida consciência de que quando você não está se entendendo com alguém, não serão as palavras que irão resolver. Ele acha que esse entendimento é de outra ordem.
       Quando duas pessoas se entendem é porque isso é feito pelo olhar, pelo estar, pelo clima; mas quando isso não acontece, eles emudecem e ficam só no humm! humm, que depois é seguido de silêncio.
      Outra característica do peixes é a fuga, ele se desligam quando algo os aborrece, quando há muita pressão, eles se recolhem para um mundo só deles.
      Não acreditam em explicação e sim em entendimento.
      Peixes tem uma grande capacidade de compreensão das coisas.
      Ele sempre acha que outro nunca teve aquela má intenção, que nunca foi capaz daquela coisa ruim, aconteceu inerente a sua vontade.
      Quando ele silencia não é por renuncia, e sim porque desistiram, de brigar fora e se recolhem para seu mundo interior, que por sinal é vastíssimo. Isso dá margem a fugas da realidade, pode acontecer por drogas, remédios, álcool, qualquer coisa que os leve a um estado de anestesiamento. Pode também fugir pela fantasia, imaginando coisas que não existem e vivendo em um mundo paralelo em sua mente.
      São ingênuos, crédulos, piedosos, maleáveis, bondosos, incuráveis e eternamente românticos.
      Funcionam como uma esponja, absorvendo tudo de quem está perto, tanto bom como mau, por isso um conselho, antes sempre com pessoas que estejam de bem com a vida, para que seu astral fique sempre em alta.

      No corpo rege - Pés, mucosas, sistema linfático.
      Doenças - alergias, problemas emocionais e mentais, vícios, psicoses, infecção, má circulação, asma, intoxicação, sensibilidade a remédios, anestesia e drogas.
     POSITIVO - amoroso, caridoso, sonhador, emotivo, intuitivo, musical, compreensivo, místico, generoso, hospitaleiro, empático, pacifico, desprendido das coisas materiais, compaixão e sentir o outro.
     NEGATIVO - Melancólico,  depressivo, indolente, falta de senso da realidade, corrupto, fantasioso, dissimulado, viciado, traição, se sente incompreendido. O doente eterno, mentiroso, falta de realidade e sonhos impossíveis.
      METAL - platina.  COR - violeta e azul.


NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Quero mesmo


Queria tirar um curso de piloto. Em tempos conheci alguém que tencionava abrir uma escola para pilotos. 
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, outubro 21, 2009

F...Y



Apaguei o outro post para ti mas chorei por ti hoje, pois vi, uma estátua de um akita que durante 10 anos, esperou o dono nuna estação de comboios, a população ficou tão emocionada que ergueu, uma estátua de um "dos teus"... E Richard Gere chorou ao ler o argumento do seu próximo filme. Deveras leal, és assim, e sei que farias o mesmo pelo dono. Volto a agradecer-te quando me deixaste guiar-te, (uma vez que a tua raça é "de um só dono"), tratar de ti, mexer na tua coleira, invadir o teu território, agradecer-te a companhia quando jantava ou almoçava sozinha, quando à janela falava contigo e tu inclinavas a cabeça de um alado para o outro. Vias em mim, mais alguém que dizia o teu nome, mais alguém que te mimava mas haveria maior mimo que eu despedir-me de ti e tu lamberes-me as mãos, o maior gesto de carinho que um cão pode ter com um ser humano?  Sei que estás mais gordinho, a preparar o teu corpo para o Inverno, deves estar mais robusto, continuas a ser o meu koala, és puro de raça e de coração. Absorves tudo, tudo que tenho lido sobre ti, bate certo. por isso mesmo te agradeço, teres estado no meu colo, no primeiro dia sozinhos em casa, no meu colo, a pedir festas na zona das orelhas. Tu fazes uma história com o dono, fizeste história comigo, pois comigo punhas-te de barriga para cima... Eu escovava-te, eu dei-te banho, a um cão que dizem que não se pode isto ou aquilo, adorava jantar e sentir o teu bafo quente, que se aproximava milímetro a milimetro, como ninguém quer a coisa e, já em desespero de causa, pregavas umas valentes lambidelas no frigorifico!!!
Um dia, a passear-te, senti-me mal, sentei-me mal, sentei-me e tu a meu lado, fizeste o mesmo. Olhei par ati e expliquei o que tinha e tu inclinavas a cabeça e ficaste a meu lado, sabias que era hora de apoiar e não te ir cheirar o proximo arbusto. tenho muitas saudades tuas, foste como se fosse meu, mimei-te como só meu leão da rodézia tinha sido mimado, tenho muitas saudades. Saudades Caninas
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Presa, ou não, por um momento... Por mim, quem mais?

Na corda bamba devido a um momento, percebo o quanto existem pessoas puras e que lhes choca coisas no meu quotidiano que, para mim, são banais.
Não existe mais nada... Estou presa por um simles momento que nem eu sei bem em que consiste, quero uma mudança, Existe um relógio avariado que me traz conforto, existe uma esperança de tu, sejas quem fores, me tire so corpo molhado da chuva, não há nad aque possa fazer sem ser esperar a tua compreensão. depois de ter sido boa, a partir de agora não quero saber, quero andar andar para a frente. Será que ainda me vão admirar no fim? Bates com a cabeça, se eu enlouquecer, ainda serei o teu por to de abrigo.
Anda, anda comigo, viaja comigo, vem ou vir tiesto, vem levantar-me se eu cair, não me tires da chuva, não me deixes a gozar um momento único...
O momento é agora já dizia a música "NOW" dos MOLOKO...
Quero.
Anseio
Sem medos
Tudo que preciso
não de ser sugada
mas sim de ser saboreada
Viva a Antiga Grécia, que criou a filosofia e nos permite irlonge com palavras, degistem-me, não me pressionem. Sou inimiga , sim, quando quero, quando me fazem mal, mas sou amiga, sem limites. E sim, é divertido. Vai ser...
Sou uma caixinnha de boas e más surpresas, as más só as descobre quem me deu  a descobrir a sua própria caixa de más surpresas...

Uma nota:


Um bem haja ao guitarrista das seguintes bandas; U2, Dire Straits e Eric Clapton...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

segunda-feira, outubro 19, 2009

Blargh!!!


Mas a porra da hora tem sempre que mudar? Detesto estas mudanças!!!

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!
Não gosto.
Não como. Lógico. e quem me mandar comer que se dane! 
Partam para a prática, deixem-se de teorias, deixem -se coisas infindáveis que de nada vos valem se não tirarem o rabinho da cadeira?
Por que motivo tenho eu que esconder quem sou? Simples, não tenho, e eu ainda não vos mostrei a pink depois da "mudança de pele", venenosa como as cobras e querida como... como eu!



JÁ AGORA:Sou a favor da proibição de determinados animais no circo. BRAVO!!!
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quinta-feira, outubro 15, 2009

Vida, o poema

A vida é um poema muito lindo

Se assim a quisermos fazer

Nem tudo serão rosas

Mas tudo faremos para vencer

Coisas más e coisas boas

Coisas tristes e alegres

Tudo se junta num bolo

Só temos de separar as pestes

A vida é o maior poema

Desde que nascemos até ao morrer

Mas enquanto a vivemos

Temos de aproveitar e fazer tudo para a merecer

Não vale a pena andarmos tristes

E se tristes estamos temos de nos alegrar

E com essa alegria contagiar os outros

Para do poema fazer algo de encantar

E se tivermos sempre alegres

Com essa alegria podemos ajudar

Todos os que quisermos

E que se deixem libertar

Blue Heaven
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, outubro 14, 2009

INJUSTIÇAS

Não me conformo com as pequenas injustiças. Aceito as grandes, porque são inevitáveis, como as catástrofes, e atestam a impotência dos deuses.

Aquela criança, descalça, apenas precisava de uns sapatos. Se tivesse nascido sem pés, não era tão grande a minha revolta.
António Arnaut, in 'As Noites Afluentes'


Pois eu, não me conformo com o facto de não me deixarem saber sequer o que se pssa, não me deixarem explicar, perderem um bom jantar, uma boa companhai e, quem sabe, uma boa amiga! Tudo em prol seja do que for, nem sei contra o quê estarei a debater-me...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, outubro 13, 2009

Eu Vou guardar cada lugar teu


ancorado em cada lugar meu

e hoje apenas isso me faz acreditar

que eu vou chegar contigo

onde só chega quem não tem medo de naufragar



(Mafalda Veiga)

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

domingo, outubro 11, 2009

Molho-me!!!

 Chove.
Que se dane.
Visto o meu kimono e vou para a chuva e imagino Tiesto, O dj.
Imagino um varão, danço, não sei se vêm ou não, não quero saber.
Sinto as minhas curvas, vejo o meu cabelo a pingar...
o kimono pesa, fico em camisa de noite... Sinto-me sexy, estou encharcada, pela chuva, que me está a lavar a alma que me está a ajudar a tomar decisões...
Abro os braços e fico em bicos de pés e ouço tiesto, sinto no mundo da transcendência...
Onde estás tu, sejas tu quem fores, para partilhares este momento mágico comigo?

Partilho comigo, não é sonho, é apenas o que tenho e tenho-me a mim...

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!
Alguém aqui tem noção da riqueza que um ser humano pode trazer na nossa vida? Por acaso alguém pensa que há muito mais para além do dinheiro e da beldade física?A questão é como se encontra uma saída para este problema. Sim, meus caros, isto é um problema da nossa sociedade... Desculpem bater nesta tecla tantas vezes mas, sim, precisamos de agua, kuz, um tecto... Mas isso tem valor de coração magoado e vazio?
Que se lixem os duplex, as casas boas e grandes. que se lixem as aparencias que fazem um pai abandonar um filho sem se despedir, que deixa uma mulher que, depois de 20 anos, se vê sozinha esgotada? MAS QUE MERDA VEM A SER ESTA?
http://www.youtube.com/watch?v=2w--fJDFjMA
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Um não sei quê

Não é estranho, será estranho aos olhos dos outros. Mas, será que os outros sabem do que se passa na nossa mente?
Passo a mão no peito e sinto-me livre. Olho para cima e respiro fundo e penso na forma como se toca, como se beija, como se anda... O que se sente quando se vê a pessoa a primeira vez...
Como se ama?
Ama-se como se pode... Nós queremos sempre mais alguém para "assentarmos", não acredito nisso. Acreditei. Agora quero, exigo, raios vos partam homens, alguém que me ame, sem grande alaridos (fora o sexo onde o alarido é bem vindo), e o meu espaço, também o queria se não fosse pedir muito. queria uma divisão minha na casa onde pudesse fazer as minhas raves, suar, deixar o corpo limpar-se de maldades, de más ondas e abrir portas e pernas para quem me tarte assim e me respeite.

Que venham com ou sem filhos, quem venham ou não carentes, quero ser amada e bem tratada como não tenho sido... QUERO, MEREÇO E VOU CONSEGUIR!!!
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, outubro 07, 2009

falar assim, na minha opinião é falar bem!

Um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar. Um pouco de ordem na vida, certamente, mal não faz a ninguém. Porém, cada coisa no seu tempo e há de haver um tempo em que um tantinho de subversão tenha lá seu lugar, também.
Que tal desafiar o relógio, derrubar-lhe a ditadura e instaurar, por um breve momento, um novo regime? O tempo do sem tempo, do sem hora para começar e sem prazo para terminar.
Que tal, uma vez na vida, deixar que os cabelos se despenteiem, que a maquiagem borre e que a roupa perca o vinco? Que se danem as aparências! Aproveite para ficar à vontade e não se pôr a passar vontade.
Quanta coisa ficou para depois de um banho e acabou numa intenção malparada numa limpeza cheirosa mas que minguou sem consequências? Afinal, vontade, como todo mundo sabe, é uma coisa que dá e passa!
Quanto desejo foi desperdiçado esperando o lugar certo, o momento certo, a pessoa certa... ? E de certo, mesmo, houve só o desperdício do que se quis e não se realizou esperando uma certeza que jamais chegou. Obviamente que não dar trato a nada e desrespeitar a tudo não é um padrão que deva nortear a existência de ninguém. Mas a vida é curta e passa logo. Portanto, deixe de frescura e, de vez em quando, dê-se o direito de mandar tudo às favas!

          Faz bem! Eu garanto!


Obed de Faria Junior

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

terça-feira, outubro 06, 2009

Amiga, sexy, gira e de coração bom


Eu não digo que ajudo por dizer, eu ajudo.
Eu não abandono ninguém que precisa e dar-lhe-hei tudo o que puder. Um abandono, suga-nos, o vazio faz nascer a nostalgia mas eu estou aqui, para sim, e filha. Jamais se esqueça disto... 
Eu não sou ser cruel consigo, vou apenas estar, não julgo, apenas ouço, confesso a minha preocupação que já fez derramar algumas lágrimas pela minha face mas no dia em que a tempestade passar, vai rasgar um sorriso em minha face. Eu estou a seu lado, sem juízos, respeito a sua vontade e dou-lhe tudo oq ue precisar e estiver ao meu alcançe. Acho giro tratarmo-nos por você mas não significa nada.
A si, mulher sexy, bom coração, de longas melenas pretas, ofereço-lhe a minha solidariedade. Escuso de dizer que gosto muito de si, porque isso n se diz, mostra-se e você sabe-o.
NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

Metade de mim, Oswaldo Montenegro


Metade de mim
Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio.
Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca
Porque metade de mim é o que eu grito
Mas a outra metade é silêncio.

Que a música que ouço ao longe
Seja linda ainda que tristeza
Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada
Mesmo que distante
Porque metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade.

Que as palavras que eu falo
Não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor
Apenas respeitadas
Como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos
Porque metade de mim é o que ouço
Mas a outra metade é o que calo.

Que essa minha vontade de ir embora
Se transforme na calma e na paz que eu mereço
Que essa tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada
Porque metade de mim é o que eu penso

E a outra metade é um vulcão.
Que o medo da solidão se afaste,
Que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável.
Que o espelho reflicta em meu rosto um doce sorriso
Que eu me lembro ter dado na infância
Porque metade de mim é a lembrança do que fui
Mas a outra metade eu não sei.

Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
Pra me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncio me fale cada vez mais
Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço.


Que a arte nos aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
Porque metade de mim é a plateia
A outra metade é a canção.

E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade também.

                                                    Oswaldo Montenegro

domingo, outubro 04, 2009

O que sentiam...

Existe por aí, nessas ruas podres, um tipo que fumava ganzas quando a namorada (com renite e sinusite crónicas) estava a dormir a seu lado. De vez em quando, o fumo, sabe lá como(?!), ia parar às narinas da namorada e ele, todo contente dizia que ela até dormia melhor depois disso. 
O que sentiam? 
O que faziam?




NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

sábado, outubro 03, 2009


"A singularidade parece sempre ter uma gota de arrogância."
( Thomas Fuller )

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!

quarta-feira, setembro 30, 2009


Quando estou só reconheço

Quando estou só reconheço
Se por momentos me esqueço
Que existo entre outros que são
Como eu sós, salvo que estão
Alheados desde o começo.

E se sinto quanto estou
Verdadeiramente só,
Sinto-me livre mas triste.
Vou livre para onde vou,
Mas onde vou nada existe.

Creio contudo que a vida
Devidamente entendida
É toda assim, toda assim.
Por isso passo por mim
Como por cousa esquecida.

            Fernando Pessoa

NÃO SOU SUPERIOR, SUPERO-ME!