terça-feira, novembro 25, 2008

Como estás? Por Pink Poison (who else?)



Como estás tu por essas bandas onde andas? Não te desapontei, não deixei mau sabor na tua boca e ages como se nunca houvesse nada como aquilo... O aquilo que nós sabemos!
Não te preocupes que a minha mente está bloqueada... mas sim, admito, de momento pareço o leão do Madagascar que vê bifes em todo o lado: eu em ti vejo um coração com braços e pernas... Entretanto, baby, Zaf, quando quiseres alguém para nadar no teu oceano, para te ouvir, para te f****, eu estou aqui... Não atendas o telefone, para eu ficar mais doida!!!
Açucar derretido, olhares de doida, sim, sou eu... limpo-te o suor da mesma forma como te limparia as lágrimas se as visse correr pela cara abaixo... Ilumina-me o caminho, vem até a mim, onde tens ligação web, esconde o teu tesouro onde mais ninguém o possa encontrar senão eu... Até tu deixares...

O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

segunda-feira, novembro 24, 2008

Os Pedros são umas constante... de um fã

louca, insensata, interessante,descabida,deslubrante, ao mesmo tempo uma rosa ou carburante, fixo a tua imagem em lembranças de sono ou de outra vida, uma sensação de te ter ou ter tido.imaginario viajante num cometa vagante entre as tuas pernas em limbido excitante. consciente ou inconsciente eu sinto meu penis em ti penetrante no meio de uma onde que vibra e é excitante.
ohh, vem-te, vem-te, mergulha comigo neste oceano de orgasmo luxuriante, sente a sensação de eu te ter comido, em espasmos mentais do toque de corpos reais, haaa,vem-te, vem-te sou louca insensata, descabida mas deveras interessante.

pedro


O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

sábado, novembro 22, 2008

Alguém que se preocupa comigo


não há maior injustiça que ser julgado e condenado por algo que se disse com uma intenção completamente diferente daquela que foi interpretada mas tambem não é por isso que vou desistir de ti, nesse aspecto tenho um feitio muito filho da puta, não desisto facilmente e sou persistente q.b., tu desististe de ti e de tudo, sinceramente sei o que sentes porque já lá estive mas felizmente alguém de deu a mão e juntamente com a minha vontade saí de lá, adoraria poder fazer por ti o mesmo que fizeram por mim mas para isso é preciso que queiras e que me deixes fazê-lo, nunca tomarei atitudes nem nunca falarei por ti seja quais forem as situações mas estarei sempre aqui, sempre que precises de alguém com quem falar conversar gritar chorar ou simplesmente num silencio absoluto em que o simples facto de sabermos que está ali alguém junto a nós nos dá uma força extra para continuarmos.
todas as vidas têm um significado, mesmo que por vezes não o consigamos ver, ele está lá, para alguém tu és especial e alguém te admira imenso por aquilo que és e por tudo aquilo que serás se te propuseres a isso...
A vida não acaba nas desilusões nem nas dores da alma, é exactamente aí que ela começa, é exatamente aí que ela nos mostra o que pretende de nós, todos os caminhos têm pedras, todas as rosas têm espinhos mas não é por isso que deixam de ser percorridos nem é por isso que deixam de ser consideradas as flores do amor, não te agarres nem abraces o caminho mais facil para desistires, enquanto em aqui andar todos os dias te direi ou enviarei algo para te fazer ver que até quem não nos conhece é capaz de acreditar em nós...
Durante uma semana vou estar de férias e sem usar a NET, tens o meu contacto, usa-o sempre que precissares, estarei sempre do outro lado para te erguer e colocar-te cá em cima, pode parecer estupidez, mas por tudo o que li no teu BLOG acredito em ti e na tua capacidade de lutar e conquistar um sorriso novamente, EU SÓ QUERO AJUDAR-TE sequiseres e se me deixares.
Um dia conquistarás a tua felicidade

O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

Calma, Por mim, quem mais?




Pronto, tudo com muita calma! Calma?! A mim? Pedirem calma? Não me gozem que eu estou farta de gastar gasoleo com voltinhas dignas de uma míuda de 15 anos! Ligas e deixas a porta aberta... Sabes que está aberta e basta um rasgo de atenção para da minha casa só saírem coracoezinhos em direcção à tua... Não, ninguém sabe de onde surgem estas linhas que contam a história de quem sou. A ti, interessa-te saber, o que sou, como sou e o que serei para ti um dia que me queiras... Sei lá eu se fui feita para ti, sei que atravesso montanhas e deparo-me com isto, depois de ter quebrado todas as regras que podia, pois mesmo sem um cêntimo, sinto-me milionária, atrevida e sincera. Porra! mais sinceridade que isto? não consigo, não me venham com a conversa da calma, o que tem que ser vivido é para sdre vivido quando há vontade, quando há a "ânsia", quando as voltinhas do gasoleo a mais começam a cansar... Deito-me a teu lado e deixo-me ficar a olhar, a mirar-te colada a ti para conseguir cheirar-te, tocar-te com o meu olhar de louca na cama como tu me dizes... Serei mesmo um espectáculo, aquele espectáculo que ouvi ontem à noite? Ouvi bem? Precido de ouvir isso aqui, perto do ouvido, com respiração quente se faz favor... E um beijinho a dar o o mote como qualquer mulher de "olhar" gosta. Não peçam calma que eu não quero ter calma, em especial quando ponho cá para fora o que tenho aqui quase a rebentar, quando ponho cá para fora aquilo que me vai na alma, aquilo que sinto, quero e desejo... era sem calmas, é sem calma que te ouço a trabalhar, ó proximidade física lixada, que me rebenta com o carburador, vem cá a mim, vem... Deixa-te ficar aqui ao meu lado, delicia-te com aquele olhar que tu tanto gostas... diz-me porque jogas assim, porque cada cartada parece estudada ao segundo... Não fingas que te escapas do presente, pensando que te estarás a escapar do passado, esse do qual eu não fiz parte e nunca quero saber dele... Deixa-te ficar mas não tenhas calma, deixa que te acordo mais tarde...

O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

quinta-feira, novembro 20, 2008

SEXY


SEXY

O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

Eu, estou aqui, Por Pink Poison



Eu estou aqui. E estarei ao teu lado sempre que quiseres, precisares e te apetecer. O fascínio é algum, o interesse é muito, o toque, o teu ronco (ih, ih, ih), e a forma como te sentes.
Sim, chegaste onde eu queria, viste o que eu tenho para ti, se algum dia o poder dar, terás tudo de mim, afinal é só assim que consigo viver, a entregar-me de corpo e alma.
Sentados, juntinhos, vimos isto, o meu casaco tem o teu cheiro, pareço uma míuda NÃO LAVO!!!
Para ter um bocadinho daquilo que está a dois passos de mim, do que eu quero ter, porque eu quero.
também te vi miúdo, a tremer de frio e mesmo assim obrigaste-me a estar ao frio mas agarrada a ti, quando levei um beijinho na nuca que soube tão bem...
Adorei mimar, agora aproveita tudo o que dou pois é especial, forte e ambos estaremos bem.
Quero-te... Nas calmas...


O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

terça-feira, novembro 18, 2008

Degradação, POR ALGUÉM DESCONHECIDO

Tenho uma vida feita de nada. Cacos estilhaçados num chão sujo com cheiro a carne em decomposição. Sou eu que me desfaço em cada pensamento que estico até ao outro lado de mim.
Percorro o cubículo a que chamo casa e onde me confino no final de cada dia rotineiro. Evito a solidão mesmo sabendo que é no meio de gente que me sinto mais só. São como eu, solidões procurando parceiros que atenuem a exaustão de viver, apenas por alguns minutos fugazes de ilusório prazer.
Olho pela janela e observo crianças de roupas escuras de pó e terra que brincam no que foi outrora um jardim. Levo a mão ao ventre seco, onde em tempos se abrigou um feto que não vingou por culpa de mãos assassinas que o açoitaram, no ventre da mãe pecadora. Não sei se foi ele que fez da minha vida esta merda de vazio, mas foi quem me deixou as marcas de tareias infindáveis, lágrimas derramadas que fizeram secar a fonte até hoje.
O meu corpo já não alberga o riso de uma criança, nem espera o prazer de ser mãe. O cabrão retirou-me essa possibilidade, como quem arranca uma flor pela raiz e a destrói para sempre. Foi o que me disse o médico que me socorreu. Vale-me o facto de ter conseguido fugir-lhe há cinco anos, ainda com um fio de sangue escorrendo pelas coxas, denunciando o feto perdido e a amargura de um fim desde sempre anunciado.
Agora sou apenas um corpo de mulher largado no quotidiano, de espírito envelhecido, apesar dos vinte e nove anos vividos. As mãos tremem-me ao recordar a dor que só uma mulher pode sentir, quando se cravam na carne as facadas de uma perda como a minha.
Preciso de tomar mais um valium.
Regresso à sala e olho as paredes vazias, com rasgos de humidade. Raios! Estou farta de viver no meio desta podridão, de ter o mesmo reles emprego, de frequentar os mesmos locais, ver os mesmos rostos de gente perdida em corpos que já não lhes pertencem.
Sexo, drogas e álcool. Uma mistura explosiva. Mas é o que me alimenta a cada dia que passa por este corpo moribundo.
Daqui a umas horas anoitece e é mais um Sábado passado. Como eu detesto os fins-de-semana, sentindo-me prisioneira destas quatro paredes. Mas a noite espera-me, na rotina da busca do som de vozes que se misturam com músicas decadentes.
Mais um gole de vodka. Mais um compasso de espera.
O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

segunda-feira, novembro 17, 2008

APRENDAM

www.seducao.pt/videos/id_301/title_As-coisas-que-aprendi-na-vida/

O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

Rave



Adoro raves, vou sozinha se for preciso, mas vou... Não, pá, não me pastilho (se bem que as novas Senses... hummmm), aquilo é um mundo à parte. Tu, podes ser tu, ali não há problemas, há a batida e não abatida, há cor, bem estar e muito à vontade. Um bom soutien dá o mote para saltos e saltos de liberdade... Impressionante como a música mexe connosco, tão depressa ouço bolero de Ravel com TIESTO (O grande), tinha um tapete redondo na casa antiga e uma bola de vidro que emitia cores, desligava tudo e TIESTO comandava, nesse momento a passadeira estava feita... Combatia assim a minha solidão de companheira de um obcecado com o trabalho... raves ao ar livre, o delírio, a bebida powerade azul, ali, na pista, na coluna, a olhar, olhos nos olhos do dj, tu és o mundo, ele está ali p te divertir e consegues. É uma sintonia fantástica, não é preciso maquiagem, não é preciso saltos agulha... Basta sentires dentro de ti cada batida, saltares ao ritmo de uma dela, à tua maneira e apreciar que ali, ninguém te vai criticar, avaliar a roupinha pois só a música os move... Ir a uma rave é, sem dúvida uma das coisas que mais gosto... sair de manha, cansada, desmaiar na cama, relaxar das emoções e voltar ao mundo com outro humor O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

domingo, novembro 16, 2008


Pedras no Caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo...

(Fernando Pessoa)

(PNC pedros não cientes)
O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

quinta-feira, novembro 13, 2008

Seria eu?


Há fricção...
Seria eu uma brisa numa tarde de Verão para te acalmar o calor, seria uma letra para dar um nome ao meu sorriso, seria uma madrugada para ver nascer a luz, seria uma caneta para escrever sem fim e um muro para escrever sem limites...
Queria a muralha da China para tudo pôr cá para fora.
Seria uma refeição: açorda de marisco
Seria um guarda: para guardar o teu descanso
Seria uma nuvem: para afastar as negras
Seria um livro de Pessoa para mostrar que não tenho lucidez.
Eu acredito que nunca se pode misturar ou tentar ligar lucidez a sentimentos.
Seria todos os sentimentos que fizessem as pessoas felizes: as que me interessam.
O amor incondicional.
Amizade, carinho, olhares, solidariedade, nada que custe dinheiro, isso não se paga, e será por isso que são bens escassos? Não, apenas escsseiam as pessoas que não pensam que a eles as situações irreais não lhes tocam... Ter dinheiro é bom, ser pobre, tanto faz, feliz? Quem é? quem tenta?

O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

quinta-feira, novembro 06, 2008



Talvez tenha sido por um olhar...
Talvez por um sorriso...
Talvez tenha sido por aquelas palavras
Talvez por aquele instante contigo...
Talvez um dia estejamos juntos
e talvez tudo seja esquecido...
Talvez possam existir outros momentos
e aí, quem sabe...
Nem tudo estará perdido.'


O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

terça-feira, novembro 04, 2008

Tudo num dia, por pink Poison



Desde há muito tempo que não sentia isto. abracei uma pessoa a chorar.
chorei.
Ajudei.
Penso e repenso no turbilhão de coisas que me passam pela cabeça, e do que me aconteceu interiormente hoje.
Foi raiva, foi sorriso maroto, foi lembrar de como se andam em cima de estrelas que não passam de pontinhos brilhantes...
E eu? Eu sou um pontinho que brilha a cor-de-rosa. Hoje sei que gostaram de mim, sei que afinal mostro sem saber que estou a mostrar e que afinal mostro pouco do que sou...
E assim é, como tu dirias que ia ser, a vida passa por nós mas há sentimentos para dar.
(Atenção, estou a gritar), Para que serve a nossa essência senão para dar e deliciar quem a recebe?
Para que nos serve o coração se não falamos com o mesmo e usamos o cérebro. Sejamos simples (eu sou complicadita), abertos, genuinamente bons, maus, amantes, pais, filhos, flirts, o que for... Mas sejamos, com todas as nossas forças com tudo o que temos.
Mostrar a essa essência, é deixar com que nos ouçam a respirar enquanto dormimos, é chorar de emoção com a alegria de quem gostamos, é ser maroto, nadar em cetim, olhar para um telefone que insiste em não tocar.
O mundo é uma paixão e a paixão é um mundo, quem me lê, lê o meu.
Incondicionalmente, saberão o que é?
Não existem km's, nem horas, nem barreiras para se lutar por quem se quer bem. E é tão fácil ser bom... Mais difícil é ser boa!!!


O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

As responsabilidades, por Pink Poison



Quem diz a verdade não merece castigo e nada me faz arredar pé desta verdade!
Falo de quê?
Da nossa mente, impura, louca, insana e como eu adoro ser assim.
Não me peçam meios termos, não me peçam meias-palavras. deixa-te ficar nos meus braços e verás que só com um braço não ficas satisfeito.
Ficas satisfeito com meia foda?
Com certeza meia salada de frango ficaria LOL (detesto isto mas ok, calhou.
Deixa-te ficar nesses pensamentos carregados de dúvidas, quando não saber o que TUDO significa.
O TUDO, é isso: coisas más e boas. Funcionam menos bem ou muito bem...
Ou até pode ser uma sigla Tenha Um Divinal Ortopedista ih ih ih
espera lá, era orgasmo mas fica mal, escrever palavras porcas no blog...
Nunca confesso, admito, digo, faço tudo... meu Deus, sempre fiz o que queria, mesmo sendo proibida pelas autoridades familiares: tatuagens, carta de condução algo precoce, ensinar valores a crianças que não sabem, não ouvem falar na escola...
Não, eu não sou sortuda mas pega em mim como um amuleto para eu te dar sorte e deixa-me ver o que é a sorte de andar no teu bolso, de te ver a falar "com ela" while driving. O relógio só fala mais alto quando mal escolhido o chinês onde se compra, gostaria muito de ser uma nuvem em dias em que vou trabalhar com um sorriso na cara, lendo mais tarde que a sorte de alguém em conhecer esta maravilha de assistente de ortopedista...
Não quis chocar, não quis deixar a responsabilidade vir à superfície mas se aconteceu, foi porque eu assim ou sou e não mudarei, pois é assim que gostam de mim... E tu gostas, in my "humble" opinion
O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

segunda-feira, novembro 03, 2008

Incerteza, por mim...

Não sei o que causei ao certo...
Silêncio causei de certeza!


O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

domingo, novembro 02, 2008

Depois, autor desconhecido





Convencemo-nos que a vida será melhor depois...
depois de acabar os estudos,
depois de arranjar trabalho,
depois de casarmos, depois de termos um filho, depois de termos outro filho.
Então, sentimo-nos frustrados porque os nossos filhos ainda Não são suficientemente crescidos e julgamos que seremos mais felizes quando crescerem e deixarem de ser crianças.
Depois, desesperamos porque são adolescentes, insuportáveis. Pensamos: “Seremos mais felizes quando esta fase acabar!” Então, decidimos que a nossa vida estará completa quando o nosso companheiro ou companheira estiver realizado... Quando tivermos um carro melhor...
Quando pudermos ir de férias...
Quando conseguirmos uma promoção...
Quando nos reformarmos...
A verdade é que
NÃO HÁ MELHOR MOMENTO PARA SER FELIZ DO QUE AGORA !
Se não for agora, então quando será? A vida está cheia de depois... É melhor admiti-lo e decidir ser feliz agora, de todas as formas.
Não há um depois, nem um caminho para a felicidade, a felicidade é o caminho e é AGORA!
Deixa de esperar até que acabes os estudos... até que te apaixones... até que encontres trabalho... até que te cases... até que tenhas filhos... até que eles saiam de casa... até que te divorcies... até que percas esses 10kg... até sexta-feira à noite ou Domingo de manhã... até à Primavera, o Verão, o Outono ou o Inverno, ou até que morras... para decidires então que não há melhor momento que justamente ESTE para seres feliz!
A felicidade É um trajecto, não um destino.




O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

As minhas tatuagens








Acabada de fazer aquando da foto

O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!





O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

Eu, eu e mais eu !






O PODER DA NATUREZA É INFINITO, EU, SOU NATURAL!

Ssermos cortados pela nossa carne





A arvore quando está sendo cortada, observa com tristeza que o cabo do machado é de madeira."

(Provérbio árabe)

"Ser pedra é fácil, o difícil é ser vidraça."

(Provérbio Chinês)

"Bondade em balde é devolvida em barril."

(Provérbio Chinês)

"Ninguém experimenta a profundidade de um rio

com os dois pés."

(Provérbio Africano)

"Ao término do jogo o rei e o peão voltam para a mesma caixa."

(Provérbio Italiano)

"Quando as armas estão prontas o bom senso vai-se embora."

(Provérbio árabe)

"Quem estuda e não pratica o que aprendeu é como o homem que lavra e não semeia."

(Provérbio árabe)

"Tudo o que acontece uma vez, pode nunca mais acontecer, mas tudo que acontece duas vezes, acontecerá certamente uma terceira."

(Provérbio árabe)

"A gente tropeça sempre nas pedras pequenas, porque as grandes a gente logo enxerga."

(Provérbio Japonês)

"Pouco se aprende com a vitória, mas muito com a derrota."

(Provérbio Japonês)